Olhar Agro & Negócios

Quinta-feira, 28 de maio de 2020

Notícias / Energia

Bairros estão a mais de 18h sem luz na Grande Cuiabá devido chuva

Da Redação - Viviane Petroli

02 Out 2014 - 10:02

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Bairros estão a mais de 18h sem luz na Grande Cuiabá devido chuva
Alguns bairros em Cuiabá e Várzea Grande estão sem energia elétrica a mais de 18 horas em decorrência ao temporal que caiu nas duas cidades na tarde desta quarta-feira, 1º de outubro. Ainda encontra-se sem o fornecimento de energia alguns pontos isolados na região da Grande Morada da Serra e centro de Cuiabá (bairro Flamboyan), bem como Mapim, Jardim Glória e região do Trevo do Lagarto em Várzea Grande. De acordo com a Cemat, 60 equipes estão na rua na tentativa de restabelecer a energia elétrica interrompida às 15 horas de quarta-feira.

Segundo a Cemat, o número de notificações no 0800 da concessionária subiu de uma média de 600 ligações diárias para 2.362 ligações. A maioria das notificações desta quarta-feira foi em decorrência ao temporal.

Como o Olhar Diretor comentou em algumas localidades da Grande Cuiabá chegaram a ser registrados destelhamentos, como em uma creche no bairro Despraiado, em Cuiabá.

Leia também
Oito bairros e a região do Coxipó ficam sem luz devido vendaval

Devido aos fortes ventos, que provocaram destelhamentos e queda de placas, 16 postes foram derrubados, sendo 8 em Cuiabá e 8 em Várzea Grande. Conforme o leitor Rodrigo Uliana de Souza, em comentário no olhar Direto, cabos de alta tensão chegaram a ser arrancados no bairro Tijucal devido os fortes ventos.

A Cemat revela que na região do Trevo do Lagarto, em Várzea Grande, um depósito foi destelhado e com os ventos as telhas atingiram a fiação elétrica e postes. “Este é um dos pontos que ainda não conseguimos restabelecer a energia, pois é preciso à realização de perícia no local, uma vez que casas foram atingidas pelas telhas, segundo nossas equipes”, declarou a Cemat por meio de sua assessoria de imprensa.

A interrupção da energia elétrica em alguns pontos da Grande Cuiabá ocorreu por volta das 15 horas, sendo a maioria das localidades tendo o fornecimento restabelecido até as 19 horas.

A Cemat revela que em dias normais 30 equipes percorrem as ruas da Grande Cuiabá para a realização de reparos, contudo o número devido o temporal subiu para 60 equipes.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • carol
    02 Out 2014 às 16:46

    Aqui no bairro Solares do Taruma em VG ja estamos mais de 25:00hs sem energia e a unica resposta que a CEMAT nos da e que não tem previsao para restabelecer a energia ainda hoje. É muita sacanagem com a cara da população, que em umacidade que faz 40Graus , nao poder ligar ao menos um ventilador .....Indgnação total...Falta de respeito do com o consumidor....

  • Reghis do Carmo
    02 Out 2014 às 14:57

    Esta empresa, Cemat/Energisa, não pode ser considerada séria. Sou morador de Cuiabá e resido no centro da Capital. Ontem (01/10) tivemos o fornecimento de enegia interrompido às 15:00 hs. Ligamos no 08006464196 digitamos o numeral 2 e recebemos a seguinte informação: "já existe reclamação de falta de energia na sua área, e nossa equipes já estão providenciando a solução", ou algo muito parecido. Às 18:00 hs ligamos novamente afinal não houve o retorno do fornecimento, não digitamos o numeral 2 e falamos com a atendente, que registrou nossa reclamação, informou que o prazo era de até 4 horas. Informamos que ligamos às 15:00 hs e nesta altura já haviam 3 horas da reclamação. Resumindo: a própria empresa cria uma armadilha para o contribuinte ao dizer na gravação que já existem reclamações na área. No final a energia retornou depois de 7 horas, e com um detalhe: as atendentes com as quais falamos estavam em Recife. Pergunto: alguém nesta distância vai se preocupar com os problemas em Cuiabá? E a lei do call center não precisa ser cumprida pelas concessionárias de energia? Além do péssimo serviço e o alto custo da energia em MT, e que ainda vai subir a tarifa, temos agora de conviver com tanto tempo para a solução de problemas de falta de fornecimento de energia?

  • Cuyabana
    02 Out 2014 às 12:51

    Gente, a culpa não foi da chuva, mas sim da CEMAT, que presta um serviço de baixa qualidade. Chuva é algo essencial, caso contrário, não temos água para sobreviver. Em MT, a partir de outubro é período de chuvas... Culpar a chuva por causa da falta de energia é o mesmo que culpar a chuva pela queda de parte do Aeroporto de VG. A chuva é algo natural e, graças a Deus, ela está aos poucos vindo para aliviar este calor horrendo. Agora, vamos colocar os pingos nos "is" e dar a responsabilidade aos verdadeiros culpados. A população sofre porque a empresa responsável não desempenha suas funções com qualidade e com padrão equivalente ao valor da fatura mensal que pagamos. pelo valor que pagamos, o serviço deveria ser excelente, assim como o atendimento deveria o ser. Afinal de contas, pagamos alto para, qdo necessário entrar em contato, ficarmos ouvindo gravações.

  • carol
    02 Out 2014 às 11:34

    O engraçado é q passamos a noite ligando para a rede Cemat e diziam que haviam equipes no local trabalhando para restabelecer a energia porém fomos até o local e não havia nenhuma equipe. Temos um comercio no Residencial Solares do Tarumã- VG no qual esta sem energia desde de ontem as 15:00hs e permanece assim até o momento, infelizmente pela falta de informação correta da empresa de energia,perdemos muita mercadoria como: sorvetes, frios, carnes...Poderiamos ter providenciados a retirada dos produtos se a cemat tivesse nos informado que so seria restabelecido a energia após a pericia no local. Todas as ligações a resposta era a mesma que estavam trabalhando...Assim como temos os nossos deveres de manter as nossas contas em dia temos nosso direitos também, é o minimo de respeito que o consumidor merece.

Sitevip Internet