Olhar Agro & Negócios

Quinta-feira, 04 de junho de 2020

Notícias / Energia

Lote de energia de Mato Grosso não recebe lance em leilão de transmissão

Da Redação - Viviane Petroli

19 Nov 2014 - 08:42

Foto: Reprodução/Internet

Lote de energia de Mato Grosso não recebe lance em leilão de transmissão
O lote de energia de Mato Grosso que participou do Leilão de Transmissão nº 04/2014, realizado na terça-feira (18), não recebeu nenhum lance. Ao todo o leilão de transmissão de energia promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) possuía nove lotes participando do certame, contudo cinco não receberam lances.

De acordo com a Reuters e o UOL, o lote de Mato Grosso era composto po 1.267 quilômetros de linha de transmissão. Para este lote, revelam ambos os sites de notícias, haviam cinco grupos cadastrados para disputá-lo.

O lote mato-grossense, comenta a Aneel, era composto por uma linha de transmissão "e o objetivo é escoar a energia gerada pelas usinas hidrelétricas Foz do Apiácas, São Manoel, Sinop e Colíder, além de reforçar os circuitos 1 e 2 para escoamento da UHE Teles Pires".

Leia mais
Terceiro rotor da UHE Teles Pires começa a ser transportado em Mato Grosso
“O Brasil está exportando fábricas e empregos, além da soja em grão”, declara o presidente da Abiove

Além de Mato Grosso, também não receberam oferta um lote de 436 quilômetros de linha de transmissão no Pará, um lote de 231 quilômetros de linha de transmissão de Minas Gerais e um lote de 150 quilômetros de linha de transmissão no Tocantins. No Pará havia ainda um lote que envolvia uma subestação de energia que também não recebeu lances.

Conforme a Aneel, o Leilão de Transmissão nº 04/2014 registrou um deságio médio de 12,88%. A Agência Nacional de Energia Elétrica revela que o maior deságio entre os quatro lotes que foram leiloados está no lote arrematado pela Eletrosul Centrais Elétrica de 14,01%. Tal lote arrematado fica no Rio Grande do Sul e possui 2.169 quilômetros de linha de transmissão e recebeu oferta de R$ 336 milhões.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • NEIDE MARIA
    19 Nov 2014 às 10:02

    Aí está a prova que investidores não querem nada em Mato Grosso! Será que é difícil entender o motivo? Aliás são muitos os motivos, dois deles: Impostos e combustíveis mais caros do mundo! Como uma empresa pode investir bilhões, funcionar e ter lucro com tamanha carga tributária?

Sitevip Internet