Olhar Agro & Negócios

Domingo, 31 de maio de 2020

Notícias / Energia

Mato-grossenses começarão 2015 com alta de 8,3% na conta de luz e ‘bandeira vermelha’

Da Redação - Wesley Santiago

27 Dez 2014 - 17:42

Foto: Reprodução/Ilustração

Mato-grossenses começarão 2015 com alta de 8,3% na conta de luz e ‘bandeira vermelha’
Os mato-grossenses, e grande parte da poopulação  brasileira, começarão o ano de 2015 com uma alta de 8,3% na conta de energia. Ficou definido pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) que em janeiro do ano que vem a bandeira tarifária será vermelha para os consumidores. Isso significa um acréscimo de R$ 3,00 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

Leia mais:
Comer fora pode ficar mais caro após reajuste de 15% no gás de cozinha

Os únicos estados que ‘se livraram’ deste aumento foram Amazonas, Amapá e Roraima. Vale lembrar que o consumo médio de uma residência no país é de 142 KWh por mês. O aumento acontecerá nas quatro regiões do sistema interligado nacional (SIN) (Sul, Sudeste/Centro-Oeste, Norte e Nordeste). Mato Grosso conta com 1.258.324 unidades consumidoras.

O sistema de bandeiras eleva automaticamente a conta de luz dos brasileiros assim que o custo de produção da energia é considerado elevado. As três cores (vermelha, amarela e verde) indicam os diferentes níveis de custo. A vermelha acrescenta R$ 3 para cada 100 KWh, a amarela eleva em R$ 1,50, enquanto que a verde mantém o valor original inalterado.

Segundo a Aneel, deste modo o consumidor poderá identificar qual bandeira do mês e reagir a essa sinalização com o uso inteligente da energia elétrica, sem desperdício. O sistema foi testado em 2014, porém, nada foi cobrado dos consumidores. A definição da bandeira do mês seguinte será feita no fim do mês corrente.


2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Paulo
    27 Dez 2014 às 21:19

    E era o Aécio que ia subir tudo!

  • valdir
    27 Dez 2014 às 18:27

    PARA SUPORTAR ESSA CORJA NO PODER QUE SORRATEIAM O ERÁRIO PÚBLICO NÃO TEM OUTRA ALTERNATIVA A NÃO SER COBRAR MAIS TAXAS DA POPULAÇÃO. KKKK

Sitevip Internet