Olhar Agro & Negócios

Domingo, 31 de maio de 2020

Notícias / Logística

Penúltimo rotor da UHE Teles Pires deve passar por Rosário Oeste e Diamantino nesta quarta

Da Redação - Viviane Petroli

04 Fev 2015 - 10:55

Foto: Polícia Rodoviária Federal

Penúltimo rotor da UHE Teles Pires deve passar por Rosário Oeste e Diamantino nesta quarta
O trânsito na região de Rosário Oeste e Diamantino deverá ficar lento nesta quarta-feira (04) com a passagem do penúltimo rotor da Usina Hidrelétrica de Teles Pires. O transporte da mega peça pela BR-163 teve início no domingo (1º) e a previsão é que um trajeto de 486 quilômetros, até Sinop, sejam de 11 dias.

O equipamento pesa 280 toneladas compõe o sistema de geração de energia elétrica da Usina Hidrelétrica Teles Pires. A Casa de Força contará com um total de cinco rotores para compor as turbinas que serão responsáveis para transformar a energia hidráulica (energia da água) em energia mecânica (movimento das turbinas). Ao todo são cinco rotores a serem instalados na UHE Teles Pires, destes três já chegaram na Usina e estão instalados.

Leia mais:
UHE Teles Pires instala 3º rotor de turbina para geração de energia elétrica
UHE Teles Pires instala segundo rotor; Até abril de 2015 as cinco peças estarão instaladas

O transporte da peça é acompanhado pela Polícia Rodoviária Federal e pela concessionária que administra a BR-163 Rota do Oeste, pertencente à Odebrecht TransPort. Segundo a Rota do Oeste, que irá acompanhar o transporte até Sinop, o caminhão trafega em turnos de horas de viagem, entre às 8h e 17h. No momento em que o caminhão está rodando o trânsito na rodovia é interrompido, visto o equipamento ocupar as duas pistas.

Conforme a Rota do Oeste, o caminhão com o rotor trafega em uma velocidade de 15 km/h. “Vamos realizar um monitoramento integral, auxiliando na sinalização e repassando informações ao usuário da rodovia em casos de necessidade. Além disso, a Rota do Oeste emitirá boletins diários sobre o status do deslocamento no trecho concedido”, pontua o gerente de Tráfego da Rota do Oeste, Fernando Milléo.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • LU KUYABANA
    05 Fev 2015 às 08:31

    Consequência da seca no sudeste ............rsrsrs

  • Roberto
    05 Fev 2015 às 08:10

    Energia hidráulica? Acho que o correto é energia cinética em energia elétrica, pois é o "movimento" da queda dágua que faz girar as turbinas.

Sitevip Internet