Olhar Agro & Negócios

Sexta-feira, 05 de junho de 2020

Notícias / Agronegócio

Disponibilidade de crédito no campo poderá ser problema novamente em 2016

Da Redação - Viviane Petroli

29 Dez 2015 - 16:01

Foto: José Medeiros/GCom-MT

Disponibilidade de crédito no campo poderá ser problema novamente em 2016
A disponibilidade de crédito em 2016 deverá ser novamente um problema para a agropecuária, diante a atual realidade econômica e financeira pela qual o Brasil e Mato Grosso passam. Aperto no setor produtivo poderá ainda ser agravado diante as irregularidades climáticas e do câmbio.

Em 2015 as dificuldades com acesso ao crédito para a safra 2015/2016 começaram com o atraso da liberação do Plano Safra previsto para 19 de maio, porém que só veio a ser anunciado em 02 de junho. Na época já se previa um desembolso de R$ 1 bilhão a mais para a atual safra da soja com o atraso do Plano Safra.

Na safra 2015/2016 foram liberados R$ 187,7 bilhões para financiamento e custeio, 20% a mais que os R$ 156 da safra 2014/2015.

A demora na liberação por parte do governo federal levou os produtores a iniciar a safra 2015/2016 ainda aguardando recursos para a aquisição de insumos.

Leia mais:
Agronegócio pode não salvar economia brasileira em 2016, avalia Blairo Maggi

“O ano de 2015 mostrou-se bastante turbulento para o setor agropecuário no que se diz respeito ao crédito rural. O cenário econômico ruim iniciado ao final de 2014, refletiu diretamente na restrição de crédito por parte dos bancos para a safra 2015/16, afetando assim no andamento da comercialização e nos preços dos insumos agropecuários”, destaca o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) em seu Boletim de Conjuntura Econômica.

O Imea salienta, ainda, que 2016 será um ano de grandes desafios para a agropecuária mato-grossense. “Com a nova realidade econômica e financeira do país, a disponibilidade de crédito poderá ser novamente um problema para o setor. Além disso, já se percebe que o custo de produção para a safra 2016/17 em Mato Grosso é um dos maiores da história, devido à elevação dos preços dos insumos agropecuários ocasionados pelo aumento do dólar. Outro fator preponderante no ano seguinte para as culturas agropecuárias do Estado será o clima, que por sinal já tem se mostrado irregular”.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet