Olhar Agro & Negócios

Sábado, 06 de junho de 2020

Notícias / Agricultura

Mato Grosso está entre os 15 estados a receberem recursos do Mapa até 2017

Da Redação - Viviane Petroli

05 Jan 2016 - 10:30

Foto: Ednilson Aguiar/Secom-MT 2011

Mato Grosso está entre os 15 estados a receberem recursos do Mapa até 2017
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) irá destinar R$ 24 milhões para a defesa agropecuária de 15 estados. Entre os contemplados a receberem os recursos em 2016 e 2017 está Mato Grosso. O montante será destinado para as agências estaduais de defesa agropecuária por meio de convênios estabelecidos via Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa).

Além de Mato Grosso, receberão recursos para a defesa agropecuária os estados do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Norte, Paraíba, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Bahia, Ceará, Goiás, Piauí, Roraima, Rio Grande do Sul e Tocantins.

Leia mais:
Mato Grosso registra quase 33 mil focos de calor em 2015; perde apenas para o Pará

O secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, Luís Rangel, frisa que o Ministério conseguiu viabilizar os convênios a partir do Decreto nº 8.613, de dezembro de 2015.

O Ministério destaca que a verba permitirá que os estados conveniados ao Suasa possam investir em serviços e programas voltados para a erradicação da febre aftosa, por exemplo. Hoje, apenas Santa Catarina possui o status de "livre da febre aftosa sem vacinação". Mato Grosso há 18 anos possui o status de estado "livre da febre aftosa com vacinação". Amazonas, Amapá e Roraima ainda não foram reconhecidos como livre da doença com vacinação.

“Esses recursos servirão para estruturar as agências de defesa agropecuária desses estados”, afirma o secretário de Defesa Agropecuária.

De acordo com o Ministério, as atividades que visam proteger a sanidade das lavouras e rebanhos serão supervisionadas.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet