Olhar Agro & Negócios

Sábado, 06 de junho de 2020

Notícias / Pecuária

Alevinos são comercializados entre R$ 200 e R$ 300 o milheiro pela Empaer

Da Redação - Viviane Petroli

05 Fev 2016 - 14:08

Foto: Reprodução/Internet/Ilustração

Alevinos são comercializados entre R$ 200 e R$ 300 o milheiro pela Empaer
Alevinos de tabatinga, tambacu e pirapicu serão comercializadas todas as sextas-feiras na Estação de Piscicultura da Empaer, em Nossa Senhora do Livramento (42 quilômetros de Cuiabá). O milheiro varia de R$ 200 a R$ 300, dependendo do tamanho dos alevinos.

Leia mais:
Mato Grosso passa a compor o Prohort e divulga preço médio dos produtos da agricultura familiar

As espécies podem ser adquiridas todas as sextas-feiras, na Estação de Piscicultura da Empaer, entre às 7h30 e 16h. Os alevinos de 3 a 5 cm são comercializados por R$ 200 o milheiro, enquanto os com tamanho entre 5 e 8 cm a R$ 250 o milheiro. Já alevinos entre 8 e 10 cm R$ 300 o milheiro.

Os produtores ainda recebem orientações técnicas sobre a atividade e a comercialização de peixes, ou seja, preparo da propriedade para receber as espécies, seleção de área, construção e preparo dos viveiros, quantidade de peixes por metro quadrado, transporte até a propriedade, procedimentos para transferência dos alevinos para a represa, alimentação, onde vendê-los, entre outros.

“Muitas vezes o produtor se baseia na prática de vizinhos ou conhecidos, que podem estar errados. É preciso informar esses produtores para que a sua criação seja produtiva e rentável. Os resultados positivos, além de aumentarem sua renda, agregam valor à atividade de piscicultura”, destaca o pesquisador da Empaer e engenheiro de pesca, Enock Alves.

O chefe da estação, Antônio Claudino da Silva Filho, pontua ser possível conseguir um bom retorno financeiro através da piscicultura se realizadas as devidas orientações. É uma renda a mais para o pequeno produtor. Se ele seguir as orientações corretas, terá um índice de mortalidade muito baixo”.

Conforme a Empaer, após embalados, os alevinos sobrevivem por apenas cinco ou seis horas na embalagem de transporte até a propriedade.

O chefe da estação, Antônio Claudino da Silva Filho, salienta que em casos de compras acima de cinco mil alevinos as aquisições devem ser agendadas com um dia antecedência. Os interessados podem obter mais informações através do telefone (65) 9973-5421.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Francisquinho Pinho de Oliveira
    27 Dez 2017 às 17:55

    tenho entre em contato meu zap 992122991

Sitevip Internet