Olhar Agro & Negócios

Sábado, 06 de junho de 2020

Notícias / Pecuária

Casos de brucelose em Mato Grosso caem 50% em 10 anos

Da Redação - Viviane Petroli

22 Jun 2016 - 10:52

Foto: Assessoria Acrimat

Casos de brucelose em Mato Grosso caem 50% em 10 anos
Em 10 anos, Mato Grosso reduziu em 50% os casos de brucelose. A prevalência da doença no rebanho estadual caiu de 10,2% para 5,1%. Mato Grosso é detentor de um rebanho com mais de 29 milhões de cabeças e ao ano são produzidas mais de 1,3 milhão de toneladas de carne bovina.

Os pecuaristas mato-grossenses vêm trabalhando forte no controle da brucelose desde 2003 com o início das ações do Programa Estadual de Controle e Erradicação de Brucelose e Tuberculose (PECEBT).

O número da redução da doença em Mato Grosso é destaque de uma dissertação de mestrado, apresentada pela responsável pelo PECEBT, Dra. Janice Barddal, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Leia mais:
Mato Grosso e outros 20 Estados registram queda nos abates de bovinos em 2016

O primeiro estudo, realizado em 2002, mostrou que o índice de 10,2% de Mato Grosso era o maior o país. Diante tal alerta, a vacinação das fêmeas com idade entre 3 e 8 meses passou a ser obrigatória em 2003. Em 2005, o programa condicionou ainda, a emissão de Guias de Transporte Animal (GTA), à imunização do rebanho contra a doença.

O novo estudo realizado pela responsável pelo PECEBT , em 2014, apresentou ainda uma redução de focos de 41,2% para 24,3%. “Nós tivemos uma queda bastante significativa da doença. Isso nos mostra que a vacinação é eficaz e o programa está atingindo seus objetivos. Porém esse é um status que ainda pode ser melhorado, já que os níveis de erradicação só se dão aos 2%. Temos que manter os trabalhos de imunização”, diz Janice Barddal.

Conforme o superintendente da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Francisco Manzi, além do Brasil, mais de 100 países são "alimentados" com a carne bovina mato-grossense o que exige responsabilidade no controle sanitário. “Produzimos mais de 1,3 milhão de toneladas de carne bovina por ano, das quais exportamos mais de trezentas mil. Alimentar o Brasil e mais de 100 países do mundo com qualidade exige responsabilidade no controle sanitário para garantir também a credibilidade no nosso produto”.

O gerente Institucional da Acrimat, o médico veterinário, Nilton Mesquita Junior, avalia que os números mostram o comprometimento dos pecuaristas mato-grossenses com a sua produção.

“A atenção com o calendário e com a qualidade na vacinação fazem parte da conscientização dos produtores. Em 2015 mais de 60% das propriedades aplicaram a vacina, alcançando 99,5% das bezerras. Esse processo de imunização exige planejamento, já que impacta diretamente na produtividade. Outro fator que auxiliou no controle dos índices foi o abate considerável de fêmeas nos últimos 10 anos, retirando as ‘positivas’ do rebanho”, afirma Nilton.

Nilton Mesquita Junior ressalta ainda que "Os números são claros e apontam o que exatamente precisa ser trabalhado. Intensificar e fiscalizar a qualidade da vacinação, e a manutenção desse calendário é primordial para que Mato Grosso alcance os índices de erradicação".

A brucelose é uma doença bacteriana grave que acomete bovinos, suínos, equinos, caprinos, ovinos.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Janice Elena Ioris Barddal
    23 Jun 2016 às 14:16

    Obrigada irmã pelo apoio incondicional

  • EUNICE ELENA IORIS DA ROSA
    22 Jun 2016 às 18:58

    PARABÉNS MINHA IRMÃ QUERIDA. BELO TRABALHO. VOCÊ MERECE NOSSOS APLAUSOS POR SUA DETERMINAÇÃO. EXEMPLO PARA OS FILHOS E SOBRINHOS. EM TEMPO: SEU NOME COMPLETO É JANICE ELENA IORIS BARDDAL.

Sitevip Internet