Olhar Agro & Negócios

Quinta-feira, 28 de maio de 2020

Notícias / Agronegócio

Mato Grosso está na rota de 15 missões de inspeção sanitária em 2016

Da Redação - Viviane Petroli

28 Set 2016 - 14:03

Foto: Reprodução/Internet/Ilustração

Mato Grosso está na rota de 15 missões de inspeção sanitária em 2016
Mato Grosso está na rota de 15 missões de inspeção sanitária ainda em 2016. Chile, Cuba e Bolívia são alguns dos países confirmados até o momento, segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), para missões veterinárias. Serão avaliadas ações de serviço de inspeção federal e controles efetuados pelos estabelecimentos visando novas habilitações para exportações de produtos brasileiros de origem animal e/ou revalidar as que estão concedidas.

Das quatro missões já confirmadas, duas são do Chile. A primeira está agendada para ocorrer entre os dias 10 de outubro e 22 de novembro. Na ocasião técnicos chilenos farão auditoria na produção de carne in natura nos Estados de Mato Grosso, Goiás, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Minas Gerais, São Paulo, do Tocantins, Espírito Santo, de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

Leia mais:
Missão de Blairo na Ásia pode ter rendido US$ 2 bi, mas Mato Grosso "perde" fábrica indiana

Mato Grosso, de acordo com o Ministério, não está na rota da segunda missão do Chile, entre 28 de novembro e 09 de dezembro. Na ocasião serão visitados os Estados de Goiás, Minas, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Quanto às missões de Cuba e Bolívia o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento não divulgou os Estados a serem visitados pelos dois paises. A passagem de técnicos cubanos pelo Brasil está marcada para entre 15 de outubro e 24 de novembro, período em que auditarão estabelecimentos de aves e suínos. Os bolivianos irão inspecionar unidades de carnes de ave, suína e bovina entre os dias 21 de novembro e 2 de dezembro.

O chefe da Divisão de Auditorias Internacionais do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa) do Mapa, Fábio Coelho Correa de Araújo, pontua que quanto mais missões internacionais ao Brasil vierem maior é a possibilidade de ampliação da exportação de produtos agropecuários e da consolidação do reconhecimento internacional da qualidade do serviço de inspeção federal do Brasil.

Na terça-feira, 27 de setembro, o ministro Blairo Maggi, como o Agro Olhar já comentou, anunciou que mais missões técnicas virão para o Brasil durante coletiva de imprensa de balanço de sua Missão Ministerial e Empresarial pela Ásia.

Em recente entrevista ao Agro Olhar o superintendente da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Francisco Manzi, pontuou que a abertura de mercado é sempre bem-vinda. Ele destacou, ainda, que é um estimulo para a cadeia produtiva.

"Nós acreditamos que tendo uma maior demanda haverá um maior estimulo para que nós pecuaristas ofertemos animais. Temos capacidade de produzir hoje com intensificação, com semi-confinamento e confinamento. Com o grande rebanho que nós temos, há sim condições de atender tanto ao mercado interno quanto o externo", salientou Manzi.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet