Olhar Agro & Negócios

Sábado, 06 de junho de 2020

Notícias / Economia

Pesquisa aponta que 20% das startups do Centro-Oeste estão em MT e foco é o agronegócio; tabela

Da Redação - Vinicius Mendes

01 Set 2019 - 09:22

Foto: Reprodução

Pesquisa aponta que 20% das startups do Centro-Oeste estão em MT e foco é o agronegócio;  tabela
A Associação Brasileira de Startups (Abstartups) divulgou os resultados do 2º mapeamento de startups por região, neste caso, do Centro-Oeste do Brasil. A pesquisa apontou o número de comunidades de startups na região e as cidades com o maior número de startups. Das 46 cidades onde foram identificadas startups, 15 são de Mato Grosso. Também foi constatado que 20% das startups do Centro-Oeste ficam em Mato Grosso.
 
Leia mais:
Desafio quer encontrar jovens talentos 'makers' em Cuiabá e Várzea Grande
 
A Abstartups afirmou que o documento foi construído colaborativamente com várias lideranças locais da comunidade de startups. O objetivo foi dar visibilidade e conexão para as comunidades de todo o país.
 
No Centro-Oeste foram mapeadas oito comunidades de startup: a Comunidade Brasília, de Brasília; quatro comunidades Startup GO em Goiás, nas cidades de Goiânia, Rio Verde, Aparecida de Goiânia e Anápolis; a Comunidade Jataí, em Jataí (GO); a Startup MT, em Cuiabá; a Hubnorte, em Sinop e região norte de Mato Grosso; e a Startup MS, em Campo Grande (MS).
 
A Abstartups conta com uma base de dados permanente com mais de 12.000 startups cadastradas. A Associação explicou que os dados dessa pesquisa são provenientes do startupsbase, que é uma base aberta e atualizada regularmente.
 
Eles avaliaram que todas as oito comunidades identificadas na região centro-oeste se encontram estado muito inicial ou emergente, começando ou já promovendo integração entre todos os stakeholders do ecossistema. Nesse cenário, Brasília e Goiânia são destaques na geração de startups acumulando 64% dos negócios de base tecnológica mapeados na região.
 
A pesquisa também apontou o número total de startups no Centro-Oeste, não apenas as comunidades. Foi mapeado um total de 562 startups ativas na região, sendo que destas, 20% ficam em Mato Grosso, deixando o estado atrás de Goiás (29%) e Distrito Federal (37,1%), e a frente de Mato Grosso do Sul (14%).
 
Cuiabá é a terceira cidade com maior número de startups da região, com 11,3%, ficando atrás de Goiânia (21,1%) e Brasília (37,1%). A quarta cidade é Sinop, com 2,3%, ficando atrás de Campo Grande (11,2%). Logo atrás de Sinop vem Rondonópolis (1,8%).
 
De Mato Grosso também aparecem as cidades de Várzea Grande (1,1%), Nova Mutum (0,7%), Sorriso (0,5%), Cáceres (0,4%), Chapada dos Guimarães (0,4%), Diamantino (0,2%), Tangará da Serra (0,2%), Primavera do Leste (0,2%), Barra do Garças (0,2%), Juína (0,2%), Colíder (0,2%), Sapezal (0,2%).


 
Os segmentos mais predominantes são Educação (22,7%), Agronegócios (10,9%) e Saúde e Bem Estar (6,5%). De acordo com os dados recebidos das startups, a Abstartups constatou que 48% delas não possui faturamento e 91% delas atuam com um a dez funcionários.
 
A pesquisa descreveu que Sinop acumula 13 startups, a maioria em fase de ideação com até dez funcionários. A comunidade, apesar de jovem já acumula seus primeiros cases de sucesso como a WebPago e a NUC Tecnologia que já receberam investimento. Os empreendedores também se beneficiam de inspiração através de startups vizinhas como a MyWeek e Eats for You da comunidade de Cuiabá que também movimenta produção de eventos e de cultura na região.
 
Sobre a comunidade de Cuiabá, a Startup MT, nascida em 2012, sendo uma das mais antigas da região, os eventos de conteúdo técnico, como o SQL MT, DevAgri, SQL Saturday e Hackland tem ajudado a desenvolver talentos na programação que é um dos pontos altos da comunidade.
 
O agronegócio representa quase 18% das startups da região e conta com cada vez mais iniciativas de apoio surgindo como o agrihub do Sistema Famato (Famato, Senar e Imea) meetAgro, agrotalk que vieram para incentivar tecnologias disruptivas do agronegócio.
 
Confira a pesquisa completa pelo link.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Agro Olhar. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Agro Olhar poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet