Olhar Agro & Negócios

Quinta-feira, 11 de agosto de 2022

Notícias | Geral

tarifa social

Mais de 180 mil famílias ainda podem ter acesso a desconto de até 65% na conta de luz; saiba como

Foto: Assessoria

Mais de 180 mil famílias ainda podem ter acesso a desconto de até 65% na conta de luz; saiba como
Mato Grosso alcançou neste mês quase 205 mil famílias cadastradas na Tarifa Social de Energia Elétrica. O levantamento é da Energisa. A tarifa é um benefício do Governo Federal que pode dar até 65% de desconto na conta de luz. Para receber o benefício, os clientes que não estejam cadastrados em programas sociais do Governo ou no CadÚnico e atendam aos requisitos para a Tarifa Social, devem procurar os Centro de Rreferência da Assistência Social (CRAS) para fazer o cadastro. É fundamental ter o Número de Identificação Social (NIS).

Leia mais: 
Aneel suspende aumento da energia elétrica em Mato Grosso
 
Pela regulamentação, clientes que conseguem até 30 kWh/mês têm 65% de desconto. Acima de 30kWh/mês até 100 kWh/mês tem 40% de desconto. Aqueles que consomem acima de 100 kWh/mês até 220 kWh/mês têm 10% de desconto.
 
Têm direito ao benefício, famílias inscritas em qualquer programa social do Governo Federal com renda familiar, por pessoa, de até R$ 500. Se encaixa nesse critério, por exemplo, uma família formada por um casal e dois filhos, em que o pai e a mãe ganham um salário-mínimo cada.
 
Se o cliente não for cadastrado no programa social, ele deve procurar a prefeitura da sua cidade. Também têm direito as famílias com integrante que receba o Benefício de Prestação Continuada.
 
Para aumentar o acesso ao desconto, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) regulamentou a lei que torna obrigatório em todo país a inscrição automática das famílias no programa. 
 
O procedimento, que já é adotado na Energisa desde 2019, simplifica a adesão ao benefício e ainda evita que o cliente tenha que sair de casa para fazer o cadastro.
 
As concessionárias estão fazendo o cruzamento dos dados enviados pelo Ministério com o banco de dados de clientes, identificando aqueles que atendem aos requisitos. Além disso, a Energisa está criando agendas nas cidades em busca de clientes que se encaixem nos critérios da Tarifa Social.
 
“Vimos um avanço positivo, subindo de 180 mil para 205 mil beneficiados. Agora a expectativa é que ainda mais pessoas sejam contempladas. Para isso, clientes que não estejam cadastrados em programas sociais do Governo ou no CadÚnico e atendam aos requisitos para a Tarifa Social, devem procurar os CRAS para fazer o cadastro. É fundamental ter o Número de Identificação Social (NIS)”, detalha o gerente de serviços comerciais da Energisa em Mato Grosso, Murilo Marigo.
 
O CadÚnico e o NIS têm que ser renovados a cada dois anos ou perdem a validade. Importante: apesar da inscrição automática passar a ser obrigatória, se o cliente desejar, ele pode solicitar pessoalmente o benefício em uma agência de atendimento.

Para saber se o desconto está disponível, o cliente pode observar a fatura de energia. A informação está no campo “Classe/subclasse” nomeado como “residencial baixa renda geral”.
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet