Olhar Direto

Opinião

Pequenas cidades, grandes vitórias!

Autor: Juliano Rafael Teixeira Enamoto

15 Mar 2019 - 08:00

Peço ao leitor a devida vênia,   quando pensa em cidades interioranas, geralmente vem à mente aquelas com aspecto “bucólico” que encanta e certamente permite a nós aproveitar o tempo contemplando as belezas e detalhes que compõe seu microuniverso.
Certamente este cenário, não aplicam-se em vários exemplos, o pacato município de Campos de Júlio-MT, é um destes exemplos frutíferos, possuindo uma população estimada em cerca de 10.000(dez mil) habitantes, é um destes raros casos,um verdadeiro “ponto fora da curva”, sua riqueza natural desbota ainda em verdadeiro celeiro e esteio do agronegócio, mas o motivo que enseja o presente artigo é quanto a sagaz façanha dos agentes políticos(Vereadores, Prefeito, Secretários, Servidores, etc.) envolvidos que este município foi protagonista recentemente.

Juntamente com os municípios de Brasnorte e Comodoro, conseguiram trazer a extensão e a instalação de cursos nas áreas de Direito e Administração, da UNEMAT há claro mérito nos supramencionados municípios, destaco ainda Brasnorte e Comodoro, cuja economia cresce ainda em ritmo lento, o que merece mais elogios.

Abro parênteses que alguns municípios tem de maneira inteligente conseguido resultados parecidos, utilizando do instrumento de Vouchers, com instituições privadas de ensino, que claramente trazem idem impacto social e é certamente uma solução liberal extremamente eficaz.

O método utilizado por todos os municípios citados acima foi simples, decidiram arcar com os custos de instalação e funcionamento de tais cursos, prontamente a mantenedora da Universidade Estadual do Mato Grosso-UNEMAT, algo certamente audacioso.

O município de Campos de Júlio, conseguiu 100(cem) vagas para o curso de Direito, divididos em 50(cinquenta)vagas, no período Noturno e 50(cinquenta)vagas, no período Diurno, além de 100(cem)vagas do curso de Administração divididos em 50(cinquenta)vagas no período Noturno e 50(cinquenta)vagas no período Diurno,  o município de Brasnorte oferta 50(cinquenta)vagas e o Município de Comodoro está ofertando no total 100(cem)vagas para o curso de direito, divididos em 50(cinquenta)vagas  no período Noturno e 50(cinquenta)vagas, no período Diurno

O  custo do curso de Direito a cada semestre o Município de Campos de Júlio deverá transferir a Fundação FAESPEa quantia de R$ 155.449,82(cento e cinquenta e cinco mil quatrocentos e quarenta e nove reais e oitenta e dois centavos), conforme consta no Termo de Colaboração n.001/2019 e na Lei Municipal n. 907/2018, o custo total ao longo dos 05(cinco)anos será de R$1.554.498,25(hum milhão quinhentos e cinquenta e quatro mil quatrocentos e noventa e oito reais e vinte e cinco centavos).

Quanto ao curso de Administração, a cada semestre o Município de Campos de Júlio deverá transferir a Fundação FAESPE, a quantia de R$ 159.090,00(cento e cinquenta e nove mil e noventa reais), conforme consta no Termo de Colaboração n.002/2019 e  na Lei Municipal n.943/2018, o custo total ao longo dos 04(quatro)anos será de R$1.272.720,00(hum milhão duzentos e setenta e dois mil setecentos e vinte reais).

Há ganhos de capital que são incomensurável, pois os acadêmicos que irão residir nos respectivos municípios, gerar receitas ao município, além do fato que haverá um aumento na qualidade do “capital” humano. Há a benesse ainda do atrativo da instalação de cursos superiores para a vinda de novas oportunidades ou seja outros cursos, potencializando no futuro um campi.

A grandeza de uma cidade, de um povo, não está na medida de sua riqueza natural, na suposta grandeza de seus líderes, mas sim na grandeza de suas virtudes e claro na audácia de suas propostas, neste aspecto, vale para os municípios de Campos de Júlio, Comodoro e Brasnorte a máxima: AUDACES FORTUNA JUVAT(“ A fortuna  favorece aos audazes”)


Juliano Rafael Teixeira Enamoto é Católico, Procurador na Câmara Municipal de Sapezal, formado em Direto pela Universidade Federal de Rondônia
 
Sitevip Internet