Olhar Direto

Quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Opinião

Não seja um reprodutor de equívocos

Autor: Wilson Carlos Fuáh

30 Jul 2019 - 11:00

                                          
Nascemos das mesmas formas das argilas que todos os homens foram formatados, por isso as nossas inspirações se convergem, os nossos alvos são os mesmo.
                 
Às vezes passamos a ser escravo das decisões coletivas, por isso, vemos pelas ruas desta cidade, uma multidão seguindo líderes impostos pela necessidade de votar, muitos vão em frente sem saber por que, e vão seguindo os passos deles, mas não questionam: quem são eles? 
                 
Para onde eles vão? 
                 
A nossa sede social será sempre insaciável em busca da satisfação pessoal, por isso, nunca deve ter fim, pois somos aprendizes das experiências que a vida nos oferece.
                 
O importante é não nos tornarmos um ser reprodutor de equívocos e perder tempo marcando passo, pois os novos projetos aumentam o desejo de viver e trazem sempre novos objetivos ao nosso mundo existencial, e nessa necessidade de vencer, é que traz a cura espontânea para as nossas depressões momentâneas. 
                   
Por isso, não devemos nos iludir e envaidecer com elogios repetitivos vindo das pessoas que querem apenas benefícios imediatos em troca das nossas vaidades, mas por outro lado, nunca devemos ficar deprimidos diante das censuras impostas as nossas vontades, porque muitas vezes os sonhos dos nossos vizinhos estão constantemente em nossos olhares, por outro lado, às vezes os invejosos estão vendo os sonhos deles em nossos sonhos. 
                   
Crescemos e evoluímos sempre que os nossos sonhos nos levam muito além do impossível, pois em cada sonho existe um momento de êxtase a espera de um descobridor de aventura, e essa expectativa é que gera motivação, e esse estado de conquistas permanente é que renova a arte de ser feliz e esse espírito ousado é que nos faz prosseguir atrás de novos objetivos, as vezes com motivação positiva ou negativa, mas só os realizadores não abandonam os seus sonhos no meio do caminho. 
                   
Sofre menos aqueles que entendem que ao final de um dia, nada se acaba, e que ao amanhecer segue a continuação de todas as experiências válidas ou inválidas.

Após as 24 horas a noite faz escurecer o dia e a beleza do sol desaparece, e nessa para necessária, a vida nos impõe o recolhimento em forma de solidão em busca do sono, nesse momento somos chamados para provar e mensurar o nosso crescimento interiormente.
                   
É a partir daí, que nasce toda a sustentação e suporte para melhor encarar as rotinas, para enfrentar as tribulações e força para superar os obstáculos, sem, no entanto, deixar-se escravizar e perder os seus doces momentos, em troca de um só objetivo impossível, o importante é renascer em cada novo projeto de vida, desfazer as depressões momentâneas e renovar o prazer de viver.
                   
As surpresas nos esperam em cada passo, mas alguns temam desfazer da realidade e caminhar no futuro: gastar sem ter, receber sem trabalhar e querem ter afeto sem acreditar que a vida é composta de atos de amor.

Economista Wilson Carlos Fuáh – É Especialista em Administração Financeira, RH e Relações Políticas e Sociais. Fale com o Autor:  wilsonfua@gmail.com   
 
Sitevip Internet