Olhar Direto

Sábado, 14 de dezembro de 2019

Opinião

Depressão não tem Idade

Autor: Zidiel Coutinho Jr

24 Set 2019 - 08:00

A depressão é uma das doenças que mais deveria preocupar a sociedade, tanto pela sua forma de se manifestar no ser humano, quanto pelo número de pessoas diagnosticadas nos últimos anos. No brasil cerca de 12 milhões de pessoas sofrem com essa patologia, de acordo com OMS (Organização Mundial da Saúde) esse numero é fruto de uma taxa de crescimento de 18% de casos nos últimos 10 anos. 
 
Quando criança existe um formato natural de que devemos receber tudo de nossa família: atenção, carinho, cuidados, comida, direcionamentos, limites. Sem eles, ou sem um adulto que assuma a responsabilidade pelo nosso desenvolvimento em todas as nossas necessidades, é possível que muitos de nós não passássemos da primeira infância. 

E esse é o pano de fundo do nosso primeiro contato com nosso próprio desenvolvimento: alguém é responsável por mim, não estou sozinho. Algumas crianças conseguem externalizar sentimentos ao ponto de serem percebidos, outros absolvem e somatizam causando conflitos que levam a processos delicados como a depressão, por exemplo. 

O espaço escolar ao acolher a criança passa a fazer parte do seu cotidiano, nesse processo cria-se um laço de intimidade onde a comunidade escolar, em especial os professores, passa a observar o comportamento individual de cada aluno, podendo por muitas vezes identifica alterações que indicam necessidades de ajudas.
 
Considerando esse espaço como parte do processo de formação humana, o ambiente escolar através dos docentes de áreas específicas e os Pedagogos podem articular estratégias de saúde junto com uma equipe multidisciplinar envolvendo Psicólogos, Psiquiatras, Assistentes Sociais, que façam abordagem desse tema explicitando sobre os sintomas apresentados e quais as principais consequências. Assim, poderá construir ações educativas que promovam e contribuam com a melhora da autoestima e um melhor desenvolvimento de crianças e adolescentes no intuito de amenizar os sintomas depressivos apresentados durante essa fase.

A Educação Pública necessita construir esse projeto com a população, o acesso ao atendimento especializado tem um custo muitas vezes distante das possibilidades das famílias que, não tem outra opção a não ser, atender as necessidades básicas. Por isso, cabe ao poder publico se organizar para atender essa demanda existente e perceptível. 

Uma criança e um adolescente assistido, que compreendem desde cedo a necessidade de lidar de forma ampla e clara com os conflitos diários, serão os adultos saudáveis do futuro.

Zidiel Coutinho Jr é advogado e exerce o mandato de Vereador em Cuiabá. É o autor do  Projeto de Lei Municipal, que trás como proposta “Conversar é a Melhor Opção”, que dispõe sobre a implantação de politicas publicas recorrentes na conscientização e combate a depressão, com finalidade de informar e conscientizar os jovens estudantes das escolas públicas do município de Cuiabá sobre a importância da prevenção contra essa doença. 
Sitevip Internet