Olhar Direto

Quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Opinião

Competição feminina

Autor: Michelle Leite de Barros

01 Out 2019 - 08:00

Desde crianças costumamos ouvir algumas frases, muitas vezes ditas por mulheres, que precisam ser totalmente abolidas do nosso cotidiano por sustentarem o machismo. 

Vou citar exemplos e você poderá me dizer se já ouviu ou falou alguma delas: “Mulher se arruma para outra mulher”; “Mulher só se junta para fazer fofoca”; “Eu prefiro ter amigos homens, mulheres são falsas”; “Você é muito mais bonita que a ex dele”; “Mulher com cabelos compridos é mais feminina”. 

Essas são apenas algumas citações que passam pelo nosso dia a dia e nem percebemos por estarmos tão familiarizadas com elas. Porém, um dos intuitos do feminismo é acabar com a competição feminina que tanto aflige o movimento e faz com que as mulheres se olhem como inimigas umas das outras.

O certo seria começarmos a dizer: “Estou me arrumando para que eu mesma possa me sentir bonita”; Eu me junto com outras mulheres porque elas me entendem e me dão força”; “Amiga, como você é maravilhosa, inteligente e capaz”; “A ex dele é linda assim como você também é”; “Você deve cortar o cabelo do jeito que quiser e se sentir bem”. 

Pode ser um pouco difícil reproduzi-las logo de imediato por termos uma carga machista dentro de nós, mas aos poucos vamos entendendo como é melhor para construirmos uma sociedade com mais sororidade entre as mulheres. Aliás, esse é o ponto: sororidade (união entre as mulheres com base na empatia e companheirismo, em busca de atingir objetivos comuns). 

Fortalecer a autoestima uma das outras é tão importante para que todas saibamos quão aptas somos para não aceitarmos a violência nas suas mais variadas formas.

Existem muitas mulheres que permanecem em relacionamentos abusivos por se sentirem inferiores aos seus companheiros, seja fisicamente, financeiramente ou até mesmo intelectualmente. 

Não nos elogie insultando outra mulher. Isso é machista, é elevar a competição feminina ainda mais. Não somos rivais. Somos mulheres, iguais nas suas dificuldades e que precisam se juntar para combater tantas desigualdades de gênero que ainda existem. 

Perceba que um pai que sai e deixa o filho não tem o mesmo julgamento que uma mãe que sai e deixa o filho, e por aí vai. Viu? As mulheres passam por situações que homem nenhum passaria e não é justo julgarmos umas às outras, vamos nos fortalecer. A competição feminina só nos enfraquece e faz aumentar a violência de gênero. 

Ah, e a ex dele não era louca. Ele inventou isso porque ela não aceitou ser humilhada e desmerecida como mulher. 

Michelle Leite de Barros é Advogada em Cuiabá-MT


Sitevip Internet