Olhar Direto

Terça-feira, 20 de outubro de 2020

Opinião

Pressão estética

Autor: Michelle Leite de Barros

22 Ago 2020 - 08:00

Querem nos moldar conforme o padrão deles, mas nós estamos aprendendo a maravilha que é estar dentro do nosso próprio padrão. A pressão estética se torna tão perigosa para muitas mulheres que ainda estão em fase de desconstrução ou que nem sequer ainda começaram. Ela significa fazer com que mulheres tentem se encaixar num modelo que a mídia coloca como “perfeito”, indicando, por exemplo, que você precisa aumentar os seios, aumentar os lábios, pintar o cabelo, ser magra, etc.

Inúmeras ainda não aceitam o fato de terem um nariz mais largo e recorrem à uma rinoplastia, mas é por não gostarem do que veem? Não, é pela pressão de que algo em seu rosto está errado, e não está. Outras não acham que o cabelo branco fica feio, mas por acreditarem que pessoas vão pensar que ela é desleixada, acabam se sujeitando à química. O que as pessoas têm a ver com o que você possui no seu corpo? Nada, porém, elas não estão no processo de entender que o que estão ditando como bonito ou feio nada mais é do que alguém um dia ditou, e não o que realmente pensam.

Marcas querem lucrar em cima de você, bem como cirurgiões e cabeleireiros, e de forma alguma isso é errado. Você faz o que quiser da sua vida, mas antes pense se é porque realmente quer ou se está sendo “obrigada” a engolir a opinião da sociedade.

Sua barriga te incomoda mesmo? Seios maiores é tudo o que você sempre sonhou? Seus lábios finos te deixam chateada desde sempre ou foi uma moda que surgiu e te fez mudar de ideia sobre eles? Se a resposta for sim, tudo bem em querer mudar o que te deixa insegura. Mas, se a resposta for não, isso quer dizer que se trata de uma reprodução do que te fizeram acreditar que deve mudar no seu corpo e que definitivamente não é feio, é pressão estética.

Vejo diariamente pessoas reproduzindo os mesmos discursos: “Cabelo branco, estou velha, tenho que pintar”; “engordei, preciso me matar na academia para voltar a caber nas roupas”; “sou reta, preciso colocar um silicone e ficar mais bonita”. Hum, será? Vai por mim, você não precisa mudar absolutamente nada, n-a-d-a. Mude por você, para você, se assim quiser e desejar, não pelos outros, não pela mídia, não pelo padrão ridicularmente imposto e que é inalcançável.

Acredite: sempre farão de tudo para te deixar insegura. O feminismo e o que ele traz com a autoaceitação gera pânico numa sociedade que precisa fazer mulheres de marionetes movidas a procedimentos estéticos, plásticas e tinturas. E está tudo correto se você quiser aderir a qualquer uma dessas coisas, mas saiba que também está completamente certo se não quiser, porque tudo o que há de mais lindo você já possui no seu corpo.




Michelle Leite de Barros. é Advogada em Cuiabá-MT.
Sitevip Internet