Olhar Direto

Quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Opinião

Aqui não tem textão(mentira)

Autor: Juliano Rafael Teixeira Enamoto

08 Out 2020 - 08:00

Caros leitores, devo deixar claro que não pensava em escrever tão breve, mas o que irei narrar ocorreu comigo no dia 07/10/2020, após um simples verso de um amador ourives das palavras.

Ao deparar-me com a enfadonha publicação em minha timeline do facebook, vi uma daquelas propagandas políticas, os quais a candura, doçura e estética primorosa, traz aquela sensação de estarmos em uma propaganda de margarina ou mesmo no reconfortante ambiente de natal sendo servido Chester Perdigão pela Fátima Bernardes.

Rapidamente o encanto passou ao tilintar de palavras os quais afirmavam a melhora sensível na educação, muito embora o vídeo fosse sobre reforma em um estabelecimento educacional, o axioma proferido fez surgir a indagação que tornou-se recorrente em minha mente: “A Educação Municipal em Sapezal melhorou? E como auferir o quanto?

Ao acessar os dados do IDEB verifiquei a informação não era verdadeira, ora em plena era da Checagem de Informações, neologismo de uma expressão em língua estrangeira eu recurso a repertir. Surgiu-me outra dúvida, que retumbou em minha mente: “Revelar ou não revelar” em uma repetição irritante que recordei o personagem Rolando Lero: “Porque contar? Porque não contar?! Contei”.

Mas busquei trazer a leveza, poesia e um pouco de humor nestes dias tão cinzas! Com o seguinte esboço de verso ao som de uma música de Caju e Castanha:
“O professor aqui falou que a educação já melhorou. Mas Valcir me diz ae se a educação é um primor, POR QUÊ ENTÃO ESTAGNOU?”

Seguido de telas de dados do IDEB, demonstrando a estagnação dos indicadores educacionais e a melhora nos indicadores educacionais de um município MENOR que Sapezal, obviamente marquei o gestor/ATOR de tal propaganda no mínima, como vou dizer...IMPRECISA?

Algumas horas depois, qual foi minha reação ao deparar-me com um textão(Rimou), a Excelentíssima Senhora Secretaria Municipal de Educação de Sapezal,elaborou um longo texto repudiando o que postei, apenas não compreendi se o que a irritou foi o meu verso ou a realidade do que informava no IDEB.

Sinceramente, as vezes penso que deve ter sido o verso(pensei),mas nas longas, enfadonhas palavras redigidas em CAIXA ALTA(reforçando o tom de autoridade) não encontrei fatos, muito menos argumentos plausíveis.

Mas ela não desmentiu os fatos, muito menos os números, ah esses malditos números que não se vergam a minha vontade,poderia aumenta-los ao meu bem prazer. Enfim, novamente reli. Então ela está revoltada com a REALIDADE?

Então neste aspecto igualmente concordo com a Excelência, a REALIDADE É REVOLTANTE,mas esse textão de facebook de Vossa Excelência não trouxe nenhum elemento para mudar essa realidade(com a reação de Vossa Excelência , sinceramente fico questionando SE CONHECIA TAIS NÚMEROS(Desculpe a caixa alta)

Além de alguns argumentos retóricos, sofismas e ad hominem, há um trecho que merece ser reproduzido: “nós, profissionais da educação, da rede municipal de Sapezal, manifestamos nosso repúdio...” calma lá não atribui a incompetência aos PROFESSORES, mas a gestão. Ou por outro argumento, os professores são soldados na linha de frente(literalmente)se a ordem recebida por um General ou o Alto Comando é ERRADA, EQUIVOCADA OU NÃO EXISTE PLANEJAMENTO...a culpa não é do soldado, mas de quem deu a ordem ou não fez o devido planejamento.

Pude responder a Excelentíssima Secretária com outro FATO, expondo o indicador de qualidade de uma escola o qual a supramencionada autoridade participou de uma entrevista, no mínimo curiosa. Ao enaltecer a qualidade novamente chocou-se com a realidade, ah essa dura realidade.

Gostaria que a Secretária compartilhasse da mesma revolta com o descaso municipal em trazer a Unemat para Sapezal(maldita rima), uma apatia tremenda toma conta das autoridades municipais, que sono.

Mas a causa disso tudo certamente foram os versos, concorda leitor? Vou tentar uns haicais com inspiração em três obras que eu gosto: Senhor dos Aneis(JRR.Tolkien) Hereges (Chesterton), Hamlet(W.Shakespeare) SEM QUALQUER RELAÇÃO COM OS FATOS, COM SAPEZAL , NÃO SENDO NENHUM DOS PERSONAGENS INSPIRADOS EM PESSOAS REAIS:
 
De nada
“Eu ri de cair, com o textão da Nelci
Alô Marcinho da educação...você só faz autopromoção?
Ô Osmar, meu amigão, não me persiga por minha opinião”
 
Ficou bom?



Juliano Rafael Teixeira Enamoto é Católico, Advogado concursado na Câmara Municipal de Sapezal, formado em Direto pela Universidade Federal de Rondônia.
Sitevip Internet