Olhar Direto

Quinta-feira, 29 de julho de 2021

Opinião

A primeira ferrovia do Governo do Estado vai abrir caminhos e garantir ainda mais desenvolvimento para Mato Grosso


Comemorei muito ao participar do lançamento do edital para construção da primeira ferrovia do Estado de Mato Grosso. Uma ação importantíssima do governador Mauro Mendes para que os trilhos cheguem de Rondonópolis a Cuiabá e de Rondonópolis a Nova Mutum, até Lucas do Rio Verde.

Essa ação significa grandes investimentos em nosso Estado. São R$ 12 bilhões só na construção da ferrovia, que vai garantir 235 mil empregos, entre diretos, indiretos, temporários e os gerados pelo efeito-renda, por conta do desenvolvimento econômico que a obra vai trazer.

É uma obra pioneira e histórica, principalmente para um estado, que já é o maior produtor do país e que ainda tem um potencial de desenvolvimento enorme. A estimativa é de que Mato Grosso chegue a produção de 120 milhões de toneladas de grãos.

Somos líderes na produção de algodão, milho, soja, girassol, gergelim e temos o maior rebanho bovino. A integração do modal do Estado com os demais corredores logísticos e com o sistema nacional de ferrovias e aos demais estados vai reduzir o custo para o transporte de toda essa produção, trazendo mais competitividade e ampliando a circulação dos produtos.

Como secretário de Desenvolvimento Econômico do Governo do Estado posso destacar o trabalho intenso dessa gestão para tornar realidade esse que é um sonho de décadas. Estiveram envolvidas não apenas a Sedec, mas a Sefaz, Sinfra, PGE e Ager, para que o chamamento público, que vai permitir a construção da ferrovia, fosse elaborado com todos os requisitos necessários e dentro da legalidade.

E também o empenho pessoal do governador Mauro Mendes, que sabe da importância da ligação de Mato Grosso aos principais portos do Sul e Norte do país. Ele se dedicou a esse projeto e se dedica para o Estado crescer ainda mais, um exemplo é o programa Mais MT, com investimentos de R$ 9,5 bilhões em quatro anos para todos os setores.

Essa solução ainda teve a importante participação da Assembleia Legislativa, que aprovou a lei que regulamentou as ferrovias estaduais, e da bancada federal de Mato Grosso. Nossos senadores e deputados federais, além de 23 deputados estaduais, assinaram documento de apoio à ferrovia.

Como cidadão mato-grossense comemoro ainda mais, porque quanto mais opções e concorrência tivermos, mais investimentos, mais logística, mais geração de empregos e de renda para todos nós.

Vamos ser testemunhas da potencialização da economia, das indústrias, do comércio e de toda uma cadeia produtiva, cujos beneficiados diretamente seremos todos nós, pois onde há uma economia forte, os cidadãos têm qualidade de vida, mais empregos e melhor renda.
É fantástico! Vamos ouvir o apito do trem de Cuiabá até o Médio-Norte do Estado.

Cesar Miranda é secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico
Sitevip Internet