Olhar Conceito

Sexta-feira, 23 de abril de 2021

Notícias / Arquitetura, décor e design

Além do papai e mamãe

Cuiabá ganha super-suíte de motel para “festas” onde a tecnologia está a serviço do sexo e da diversão

Da Redação - Jardel P. Arruda

18 Jul 2013 - 19:40

Foto: Jardel P. Arruda - OD

Cuiabá ganha super-suíte de motel para “festas” onde a tecnologia está a serviço do sexo e da diversão
O visitante chega e se depara com colunas gregas de mais ou menos 10 metros de altura ladeando um corredor que pode servir como estacionamento para até 20 carros. Depois de passar o corredor ele chega a uma área ampla, onde a sua frente surge uma piscina com uma fonte, um projetor e uma churrasqueira. Esse é apenas o começo dos 1200 m² da “suíte” Zeus, um “espaço para diversão” recém-inaugurado pelo Eros Motel.

Diferente de um quarto convencional de motel, Zeus é na verdade um hall de festa com privacidade total, três suítes e com tecnologia voltada a instigar as fantasias dos clientes. Como definiu o arquiteto Mauro Delfino, arquiteto responsável pela luminotecnia e decoração, a Zeus é um “parque de diversões” para vários casais liberarem suas fantasias sexuais ao mesmo tempo.

E brinquedos não faltam. Já no centro da salta de estar um palco circular com uma barra de pole dance. E ao toque de um interruptor a sala se torna uma boate, com jogos de luz e fumaça. Do lado oposto a entrada uma pequena escadaria mais horizontal que vertical, iluminada em vermelho, e no topo dela um ofurô.

A filosofia de levar muitas pessoas ao mesmo ambiente privado, voltado ao sexo, vem estampada até no preço. Ao invés de um “momento” feito para um casal, o preço da Zeus é calculado para seis pessoas – a partir de R$ 1090. Contudo, a ideia é que quem quiser fazer uma festa, seja de aniversário, uma despedida de solteiro ou um evento para swing, leve quantas pessoas for possível – tudo com a devida negociação, é claro.


Circuito de TV mostra imagens de tudo que acontece na cama do quarto para quem está fora do cômodo

“As necessidades são as mesmas de um quarto simples, mas ampliadas. É tudo maior e nós conectamos tudo. Quem está no quarto pode transmitir o que está fazendo para quem está na sala. Temos muita tecnologia para instigar as fantasias do nosso visitante. Queremos instigar as pessoas”, disse Mauro Delfino, ao explicar um dos recursos tecnológicos a serviço dos fetiches sexuais.

Funciona assim: a esquerda da entrada um grande sofá de couro de frente para um bar com as mais variadas bebidas e três aparelhos televisores, nos quais passam imagens do interior dos três quartos da suíte. E em cada um desses quartos uma TV na qual os ocupantes podem assistir a própria performance. Além disso, cada cômodo possui uma parede de vidro que dá pra a sala e só é fechada caso queiram privacidade – se que alguém lá vá querer isso.

“Eu acho que Cuiabá é um muito carente de lugares para coisas diferentes. Agora espero que os cuiabanos gostem, pois foi um grande investimento”, explicou Eldemar Toanial, dono do Eros Motel. Figura polêmica, que já chamou atenção do Conselho Regional de Medicina (CRM) quando sorteou um implante de silicone entre os clientes do motel, Tonial afirma ter se inspirado em lugares que conheceu nos grandes centros do país para fazer algo totalmente diferente do já existente em Cuiabá.

Ao lado da Zeus, Athena, outra “suíte” no mesmo estilo, mas com um pouco menos de espaço. A suíte que carrega o nome de uma das mais conhecidas deusas do panteão grego tem uma garagem para oito carros e dois quartos, ao invés de três. Contudo, os quartos são maiores e ao invés de um ofurô há uma grande hidromassagem em plena sala de estar. Nesse caso, a brincadeira custa a partir de R$ 800 para dois casais. Mas a ideia é que você leve mais.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet