Olhar Conceito

Sexta-feira, 04 de dezembro de 2020

Notícias / Dra. Elaine Togoe Kunze - Dermatologista

A pele pede socorro: dermatologista explica o que fazer no tempo seco

Dra. Elaine Togoe Kunze

17 Jul 2018 - 09:52

Foto: Reprodução/Internet

A pele pede socorro: dermatologista explica o que fazer no tempo seco
Nessa época do ano a nossa pele pede por ajuda e nós nem percebemos, ou, percebemos e deixamos sempre para depois. Com a diminuição da umidade no ar, aumento das queimadas e também o frio, percebemos nossa pele mais ressecada, esbranquiçada e eventualmente com coceira    e ardência. Tudo isso acontece devido a carência de barreira lipídica na pele, que nada mais é que uma leve camada de gordura sobre a pele formando uma camada protetora sobre ela. 

A camada de gordura é de extrema importância pois sela a água que tem na pele, não deixando evaporar e mantendo ela hidratada. Com a ausência da camada lipídica sobre a pele existe chance maior de penetração de agentes alergênicos (substâncias que desencadeiam a alergia )levando à coceira, de uma simples picada de inseto se tornar uma lesão nodular com intensa inflamação seguida de manchas, de apresentar coceira apenas por estar ressecada, e, simplesmente por não aparentar uma pele saudável. É como se a pele não apresentasse imunidade.

As crianças e idosos sofrem muito com o ressecamento da pele, pois algumas crianças já nascem com a deficiência de hidratação e os idosos vão perdendo a camada lipídica da pele resultando em uma pele fina, frágil e seca. Muitos dizem que já passam hidratante muito cheiroso e não observa melhora, deve ser lembrado que cheiro não equivale ao teor de hidratação. Por isso deve ser ressaltado que existem hidratantes ótimos, com alto teor de hidratação e que devem ser prescritos pelo seu dermatologista .

 Aí vai alguns cuidados para evitar o ressecamento: 

1. Evitar banhos quentes, o banho deve ser rápido e em água levemente morna ou fria. 

2. Logo após o banho, enxugue o corpo e em seguida já passe o hidratante rapidamente para selar a água retida na pele para que não evapore. Sendo assim a água manterá a pele hidratada.

3. Ingerir muita água 

4. Prefira os hidratantes em locão cremosa ou cremes, evite os óleos pois o poder de penetração na pele é menor por ser um pouco mais grosso comparado as anteriores, sendo assim não realizando uma hidratação adequada.

5. Após banho de piscina passe hidratante imediatamente pois o cloro resseca a pele.

6. Prefira os sabonetes hidratantes. 

7. Evite o uso de buchas, e se usar evite fricção intensa sobre a pele.

8. Não realize depilação com lâmina ou cera se estiver com a pele ressecada, pois piorará o quadro levando à alergias e coceira  

9. Para uma escolha ideal de um hidratante consulte seu dermatologista pois cada caso é um hidratante específico.

10. Repita a hidratação varias vezes ao dia.

Bom, temos as principais dicas, agora só falta escolher o hidratante ideal para sua pele e iniciar o cuidado com muito carinho do maior órgão do corpo: a pele. 

*Dra. Elaine é dermatologista membro da Sociedade Brasileira e da Sociedade Americana de Dermatologia. Formada pela Universidade de Cuiabá e com Especialização no Hospital da Gamboa (RJ). Ela escreve para o Olhar Conceito às terças. Telefone para contato: (65) 9990-6706.

Redes Sociais

Sitevip Internet