Olhar Conceito

Sábado, 23 de janeiro de 2021

Notícias / Literatura

Até domingo, exposição celebra 45 anos da produção de quadrinhos de Mato Grosso

Da Redação - Lidiane Barros

03 Ago 2013 - 16:10

Foto: Lidiane Barros - Olhar Conceito

A exposição que celebra os 45 anos dos quadrinhos produzido em MT foi inspirada em obra de Gabriel de Mattos

A exposição que celebra os 45 anos dos quadrinhos produzido em MT foi inspirada em obra de Gabriel de Mattos

Mato Grosso possui uma produção de quadrinhos muito expressiva, embora não se veja em bancas de revistas, ou livros sejam publicados com a regularidade com que o núcleo independente de Cuiabá cria suas histórias.

Na atualidade eles lançam mão do ambiente virtual para publicarem seus trabalhos e conquistarem visibilidade a ponto de ser mais fácil serem publicados em outros países e conquistar reconhecimento internacional, caso de Wander Antunes, que já teve obras publicadas por uma editora francesa e Ricardo Leite, o Ric Milk, que já desenhou até para Dreamworks. Vez ou outra, o cartunista Nilton, a exemplo, também participas de salões pelo Brasil afora.

Para quem não sabe a história da arte dos quadrinhos em Mato Grosso já soma 45 anos. Para celebrar a data, uma exposição foi montada no Centro de Eventos de Pantanal, em um evento que integra o Salão do Humor, a exposição Nesse Mato tem Quadrinhos, tendo como ponto de partida a obra de Moacyr de Freitas, “Primeiros Tempos", de 1968. E está aberta à visitação até domingo, a partir das 15 horas, com entrada gratuita.

Veja programação de shows: Humor nacional e regional se unem no "Humor do Mato", a partir desta quinta-feira

Toda a pesquisa feita pela curadora Laura Montes Boaventura foi desenvolvida a partir do livro “Desmontando os Quadrinhos – História em Quadrinhos, Educação e Religionalidade”, de Gabriel de Mattos. Na produção mato-grossense fica claro o caráter didático, pois muitas histórias tratam da história de Mato Grosso , lançando um olhar sobre a cidade e seus personagens.

“Depois da capital, a exposição vai circular pelo interior e as instituições que tiverem interesse podem nos contatar pelo (65) 9975-5513”. Além da produção com assinatura de nomes da nona arte local, o público pode conferir ainda a exposição da Turma da Mônica que comemora os 50 nos da personagem e ainda, os 45 da turma toda.

O autor do livro que baseou a exposição Quadrinhos do Mato, Gabriel de Mattos, avalia o panorama local e contradiz a afirmação que a arte dos quadrinhos desenvolvida no Estado está tomando vulto agora. “O movimento de quadrinhos não é mais potencial, ele já decolou”. Como já foi dito, ele destaca que vários quadrinistas já acumulam prêmios e reconhecimento internacional.

“Temos um produção autoral muito expressiva e atuamos aos moldes de um coletivo. É tudo muito profissional e não podia ser diferente”. Atualmente, por conta de pouca inserção em veículos impressos – não foi sempre assim, afinal, por muitos anos essa produção podia vista diariamente em publicações locais –temos apostado no ambiente virtual.

Gabriel é autor de 8 importantes livros e também, já teve quadrinhos publicados em revistas antigas que circularam de maneira independente na capital, como a Vôte, no início da década de 90.

“Não é fácil ser quadrinista”, brinca. E também não dá pra ser amador, afinal, um desenho exige 9 desenhos com composições independentes. “Não dá para fazer oficina, tem que ter base, por que além de desenho, tem também a trama e ainda, sincronizar tudo”.

Ao avaliar a produção regional, ele explica que ela está mesmo é ligada ao universo local. “É aquela coisa que Tom Jobim fazia, falar da origem. O regionalismo bem preparado pode se universalizar, como é o caso do compositor. Nossa história é original”. Seu livro em quadrinhos QuadriCrônicas (2005), a propósito, revela em doze histórias as desventuras de dois meninos na Cuiabá de outrora.

E Gabriel tem novidades. A história Volcânia Blues que havia sido publicada apenas no jornal Folha do Estado, vai ganhar publicação pela editora portuguesa Graphite, revelando o grande potencial da arte dos quadrinhos produzida aqui.
Não precisava nem dizer, mas fica claro que essa arte que é resultado da cultura pop, necessita de mais incentivo pra se fortalecer e claro, o núcleo independente que atua no Estado está aberto a investimentos.

“Natal, que é sede da Copa, a exemplo, está com novela na Globo, empresários se uniram para viabilizar esse projeto. Os quadrinhos estão prontos para mostrar nossos cenários e nossa cultura”, diz otimista.


Serviço:

Salão do Humor, no Centro de Eventos do Pantanal
Até domingo, shows humorísticos: 02 de agosto – 20 h (Entrada Paga) – Classificação para os shows: 14 anos
Ingressos antecipados: R$ 40,00 (inteira) 20,00 (meia) – Primeiro Lote
Informações e realização: Nico e Lau Produções (65) 3627.1244 / 9975.5513 –
www.nicoelau.com.br / nicoelau@nicoelau.com.br

Exposições Mauricio de Sousa - 50 anos da Mônica
Nesse Mato Tem Quadrinhos – 45 anos de quadrinhos de Mato Grosso
Esplanada. A entrada é gratuita

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet