Olhar Conceito

Quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Notícias / Dr. Juliano Slhessarenko - Cardiologia

Cardiologista alerta: ​pressão arterial baixa pode ter sintomas também

Dr. Juliano Slhessarenko

31 Ago 2020 - 14:05

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Cardiologista alerta: ​pressão arterial baixa pode ter sintomas também
Cardiologista intervencionista. Doutor em cardiologia pela USP; Atendimento: Clinmed (65) 30559353, IOCI (65) 30387000 e Espaço Piu Vita (65) 30567800.

Definição e fatos da pressão arterial baixa (hipotensão)
 
A pressão arterial baixa, também chamada de hipotensão, é a pressão arterial baixa o suficiente para que o fluxo de sangue para os órgãos do corpo seja inadequado e surjam sintomas e / ou sinais de fluxo sanguíneo baixo.

Leia também:
Queimadas: um perigo também para o coração, explica cardiologista 

A pressão baixa por si só, sem sintomas ou sinais, geralmente não é prejudicial à saúde.

Os sintomas de pressão arterial baixa incluem tontura e desmaios. Esses sintomas são mais proeminentes quando os indivíduos passam da posição deitada ou sentada para a posição em pé (hipotensão ortostática).
 
A pressão arterial baixa que causa um fluxo inadequado de sangue para os órgãos do corpo pode causar derrames, ataques cardíacos e insuficiência renal. A forma mais grave é o choque.
 
As causas comuns de pressão arterial baixa incluem redução do volume de sangue, doenças cardíacas e medicamentos. A causa da pressão arterial baixa pode ser determinada com exames de sangue, estudos radiológicos e testes cardíacos para procurar insuficiência cardíaca e arritmias.
 
O tratamento da pressão arterial baixa é determinado pela causa da pressão baixa.
 
A pressão arterial é a força exercida pelo sangue circulante nas paredes dos vasos sanguíneos.  Constitui um dos sinais vitais ou vitais de importância crítica, que incluem frequência cardíaca, respiração e temperatura. A pressão sanguínea é gerada pelo coração bombeando sangue para as artérias modificadas pela resposta das artérias ao fluxo de sangue.
 
A pressão arterial de um indivíduo é expressa como pressão arterial sistólica / diastólica, por exemplo, 120/80.
 
A pressão sanguínea sistólica (o número superior) representa a pressão nas artérias conforme o músculo do coração se contrai e bombeia sangue para elas.

A pressão arterial diastólica (o número inferior) representa a pressão nas artérias conforme o músculo do coração relaxa após sua contração.

A pressão arterial sempre é mais alta quando o coração está bombeando (apertando) do que quando está relaxando.
 
 A variação da pressão arterial sistólica para a maioria dos adultos saudáveis ​​fica entre 90 e 120 milímetros de mercúrio (mm Hg).  A pressão arterial diastólica normal varia entre 60 e 80 mm Hg.  As diretrizes atuais definem a faixa normal de pressão arterial como inferior a 120/80. As pressões sanguíneas acima de 130/80 são consideradas altas. A hipertensão aumenta o risco de danificar as artérias, o que leva ao desenvolvimento de:
 
Doença cardíaca
Doença renal
Endurecimento das artérias (aterosclerose ou arteriosclerose)
Dano ocular
Derrame
 
A pressão arterial baixa (hipotensão) é uma pressão tão baixa que causa sintomas ou sinais devido ao baixo fluxo de sangue nas artérias e veias. Quando o fluxo de sangue é muito baixo para fornecer oxigênio e nutrientes suficientes para órgãos vitais, como cérebro, coração e rins, os órgãos não funcionam normalmente e podem ser temporariamente ou permanentemente danificados.
 
Ao contrário da pressão arterial elevada, a pressão arterial baixa é definida principalmente por sinais e sintomas de fluxo sanguíneo baixo e não por um número específico de pressão arterial.  Alguns indivíduos rotineiramente podem ter valores de pressão arterial de 90/50 sem sintomas e, portanto, não têm pressão arterial baixa. No entanto, outras pessoas que normalmente têm pressão arterial mais elevada podem desenvolver sintomas de pressão arterial baixa se a pressão arterial cair para 100/60.
 
Durante a gravidez, a pressão arterial tende a diminuir. A pressão arterial normal durante a gravidez pode ser inferior a 100/60. Seu obstetra / ginecologista ou parteira deve monitorar sua pressão arterial se você estiver grávida.
 
Condições que podem causar pressão arterial baixa
 
As condições médicas que podem causar pressão arterial baixa incluem:
 
Gravidez: Como o sistema circulatório se expande rapidamente durante a gravidez, é provável que a pressão arterial caia. Isso é normal e a pressão arterial geralmente retorna ao nível anterior à gravidez após o parto.

Problemas cardíacos: Algumas doenças cardíacas que podem levar à redução da pressão arterial incluem freqüência cardíaca extremamente baixa (bradicardia), problemas nas válvulas cardíacas, ataque cardíaco e insuficiência cardíaca.

Problemas endócrinos: Condições da tireoide, como doença da paratireoide, insuficiência adrenal (doença de Addison), baixo nível de açúcar no sangue (hipoglicemia) e, em alguns casos, diabetes podem desencadear a pressão arterial baixa.

Desidratação: Quando seu corpo perde mais água do que ingere, pode causar fraqueza, tontura e fadiga. Febre, vômitos, diarreia intensa, uso excessivo de diuréticos e exercícios extenuantes podem levar à desidratação.

Perda de sangue: A perda de muito sangue, como um ferimento grave ou hemorragia interna, reduz a quantidade de sangue no corpo, levando a uma queda acentuada da pressão arterial.

Infecção grave (septicemia): Quando uma infecção no corpo entra na corrente sanguínea, pode levar a uma queda da pressão arterial com risco de vida, chamada de choque séptico.

Reação alérgica grave (anafilaxia): Os gatilhos comuns dessa reação severa e potencialmente fatal incluem alimentos, certos medicamentos, venenos de insetos e látex. A anafilaxia pode causar problemas respiratórios, urticária, coceira, garganta inchada e uma queda perigosa da pressão arterial.

Falta de nutrientes na dieta" A falta de vitamina B12, folato e ferro pode impedir o corpo de produzir glóbulos vermelhos suficientes (anemia), causando diminuição da pressão arterial.
 
Fatores de risco

Pressão arterial baixa (hipotensão) pode ocorrer em qualquer pessoa, embora certos tipos de pressão arterial baixa sejam mais comuns, dependendo da sua idade ou de outros fatores:
 
Idade: A queda da pressão arterial em pé ou após comer ocorre principalmente em adultos com mais de 65 anos. A hipotensão mediada neuralmente afeta principalmente crianças e adultos jovens.

Medicamentos: Pessoas que tomam certos medicamentos, por exemplo, medicamentos para hipertensão, como bloqueadores alfa, têm maior risco de baixar a pressão arterial.

Certas doenças: A doença de Parkinson, diabetes e algumas doenças cardíacas aumentam o risco de desenvolver pressão arterial baixa.

Complicações

Mesmo as formas moderadas de pressão arterial baixa podem causar tonturas, fraqueza, desmaios e risco de lesões por quedas.
 
E a pressão sangüínea gravemente baixa pode privar seu corpo de oxigênio suficiente para realizar suas funções, causando danos ao coração e ao cérebro.
 
A pressão baixa pode ter sintomas também!
 
❤️ Tontura e vertigem;
❤️ Fraqueza;
❤️ Dores de Cabeça;
❤️ Visão turva;
❤️ Sonolência;
❤️ Boca seca.
 
Todos os sintomas devem ser avaliados por um médico, para entender qual o melhor tratamento. Então sempre consulte seu médico pois os sintomas podem indicar outros problemas também.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet