Olhar Conceito

Sexta-feira, 05 de março de 2021

Notícias / Música

Grupo Samba e Choro realiza lives nas praças da capital para levar música aos cuiabanos com segurança

Da Redação - José Lucas Salvani

11 Jan 2021 - 16:40

Foto: Reprodução

Grupo Samba e Choro realiza lives nas praças da capital para levar música aos cuiabanos com segurança
O grupo Samba e Choro começa ainda em janeiro o projeto Samba na Praça, que irá promover lives na Praça da Mandioca, do Choppão e Ulisses Guimarães (das Bandeiras) e levar entretenimento aos cuiabanos com biossegurança em tempos de pandemia do novo coronavírus. O projeto é um dos contemplados pelo edital MT Nascentes, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), que disponibilizou R$ 25 mil em recursos da Lei Aldir Blanc.

Leia mais:
Jakelyne revela que cantor Mariano escreveu música para ela: “não estou me aguentando de felicidade”

"Atividades como apreciar a arte e ter momentos sociais foram afetadas pela pandemia da Covid-19. Mas o samba é resistência. Nós queremos proporcionar emoções positivas, mesmo à distância, acalentar as pessoas e levar alegria aos lares", afirma o diretor-executivo do projeto, Joari Augusto.

A professora e pesquisadora da economia criativa, Ana Lucialdo, explica que a música é um elo gerador de inclusão social e riqueza da economia artisticamente criativa. É uma das mais antigas manifestações culturais do homem, é uma arte enraizada de sentimentos e pertencimento cultural, considerada por muitos como sua principal função. 

"A música em sua criação é performance da manifestação de sentimento de uma sociedade e representa uma importante categoria para a cadeia produtiva da economia criativa mundial, por gerar emprego e renda", relata Ana.

Para a professora, o samba é considerado um dos mais importantes fenômenos culturais do Brasil. "É um ato  de resistência afro com suas raízes fincadas  na expressão cultural africana e nas tradições folclóricas brasileiras, especialmente aquelas ligadas ao samba rural primitivo dos períodos colonial e imperial, portanto, grande expressão cultural e representante da economia criativa", complementa.

O projeto começa já no próximo dia 15 de janeiro e já tem data marcada para acontecer em fevereiro, no dia 12. Está previsto também uma terceira apresentação em março, mas sem uma data firmada. As três lives acontecem sempre às 18h, no Facebook (aqui e aqui).

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet