Olhar Conceito

Terça-feira, 15 de junho de 2021

Notícias / Carreira

'Melri'

Após perder bolsa, estudante da UFMT se junta com namorada para vender cadernos artesanais

Da Redação - José Lucas Salvani

16 Abr 2021 - 10:10

Foto: Reprodução/Divulgação

Após perder bolsa, estudante da UFMT se junta com namorada para vender cadernos artesanais
Após perder uma de suas bolsas, a estudante da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Mariana Souza Paiva, se juntou com a namorada Giulia Santos de Lima para confeccionar e vender cadernos e álbuns de fotos artesanais pelo Instagram. O Melri trabalha com alguns produtos em pronta entrega, mas em sua maioria são feitos sob encomenda. Dependendo da complexidade do caderno, a confecção, que é totalmente artesanal, pode levar uma semana.

Leia também:
Após ter salário reduzido devido a pandemia, moradora de Cuiabá vende peças em crochê para completar renda

Mariana é natural de São Paulo e se mudou para Cuiabá em 2016 por conta da faculdade, enquanto Giulia já morava na capital mato-grossense. As duas se conheceram na UFMT. Enquanto Mariana cursa Serviços Sociais, Giulia faz Filosofia.

A venda dos cadernos começou em 2019. Mariana, que é bolsista na UFMT, teve uma de suas bolsas suspensas, à época. Visando completar sua renda, ela decidiu investir no negócio ao lado de Giulia, inicialmente vendendo para amigos, a preço de custo, mas não demorou muito para se profissionalizar e resolveram abrir um Instagram. Na Melri se dividem da seguinte forma: a confecção dos cadernos e álbuns fica a cargo de Mariana e Giulia ajuda mais na logística e tira fotos para o Instagram.

“No começo a gente andava oferecendo caderno para as pessoas na UFMT”, relembra Mariana ao Olhar Conceito. “Andávamos por lá. [Vendíamos para] as pessoas [que] estavam nas cantinas, da nossa turma, que conhecíamos, ou pessoas que ficavam nas pracinhas da UFMT. A gente foi oferecendo e pegando encomenda. O Instagram não existia neste primeiro momento, mas não foi muito depois que criamos a conta”, detalha.

Em relação aos cadernos, as duas trabalham com diversos tamanhos, tipos de costura, papéis e estilos diferentes de tecido, dando ao cliente a possibilidade de personalizar conforme deseja. Os cadernos em tamanho A5, por exemplo, são vendidos a partir de R$ 35, enquanto os blocos saem por R$ 17. Há opções de conjunto, com um caderno A5 e um caderno A6, ganhando de brinde um porta post-it, pelo valor de R$ 75.

“É uma renda complementar. Começamos sem pretensão, mas tem ajudado muito, principalmente na pandemia. Fiquei desempregada até um tempo atrás. Com o dinheiro dos cadernos, a gente consegue comprar comida e pagar uma conta de água. Ajuda bastante nesse sentido”, explica Giulia. Futuramente, as duas pretendem se dedicar ainda mais ao negócio, para que a renda extra possa se tornar a renda principal.

Mariana e Giulia entregam as encomendas em Cuiabá e Várzea Grande, mas também encaminham para outros lugares do país via Correios. Para encomendar um caderno ou álbum, basta entrar em contato com os seguintes números: (11) 96441-8808 (Mariana) ou (65) 99351-9765 (Giulia). Também é possível fazer a encomenda pelo Instagram.

“É um negócio pequeno e artesanal feito por duas mulheres negras que estão lidando com a vida. Está rolando e isso é muito legal”, conta Mariana. “É uma coisa que gosto muito de fazer. Começamos a vender para amigos e agora vendemos para outros estados. Cada vez mais as pessoas gostam e isso é legal. É um trabalho artesanal. Estamos colocando nossa energia nisso”.

Comentários no Facebook

Redes Sociais

Sitevip Internet