Olhar Jurídico

Sábado, 18 de janeiro de 2020

Notícias / Tributário

Mutirão fiscal é suspenso por queda no sistema e deve ser prorrogado

Especial para o Olhar Jurídico - Walmir Santana

11 Set 2013 - 17:50

Foto: Reprodução / Ilustração

Mutirão fiscal é suspenso por queda no sistema e deve ser prorrogado
O sistema ficou fora do ar impossibilitando que os conciliadores acessassem a planilha da dívida e gerassem os acordos. Com isso, hoje (11) não houve atendimento do Primeiro Mutirão Fiscal do município de Várzea Grande. Logo pela manhã, os contribuintes foram dispensados e orientados a retornar nesta quinta-feira (12).

“As 300 senhas distribuídas hoje valerão para amanhã”, esclarece o juiz Luis Otávio Pereira Marques, coordenador do Centro Judiciário de conciliação da comarca.

Leia mais
Mais de R$ 500 mil já foram negociados em menos de dois dias em Várzea Grande

Devido ao contratempo ocorrido o magistrado estuda prorrogar o mutirão para atingir a meta de 5.500 audiências e ainda dar a oportunidade aos demais de negociar as suas dívidas com IPTU, ISSQN, alvarás e outros tributos municipais. O período de prorrogação ainda será definido.

Na pauta do mutirão, que a princípio iria até sexta-feira (13), estão 4 mil audiências pré-processuais que representam R$ 37 milhões de dívida e mais 1.500 processuais, que equivalem a R$ 41 milhões em débito. No total, a dívida que os munícipes têm com a Prefeitura ultrapassa R$ 90 milhões.

Leia outras notícias no Olhar Jurídico

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet