Olhar Jurídico

Domingo, 23 de fevereiro de 2020

Notícias / Política de Classe

Scaravelli critica gestão de Campos à frente da Caixa; Leonardo cita feitos

Da Redação - Túlio Paniago

20 Out 2015 - 16:38

Foto: Olhar Direto

Scaravelli critica gestão de Campos à frente da Caixa; Leonardo cita feitos
O advogado João Vicente Scaravelli, pré-candidato a vice-presidência da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso (OAB-MT) na chapa do oposicionista José Moreno, fez críticas à gestão de Leonardo Campos a frente da Caixa de Assistência dos Advogados (CAA), alegando que muitos benefícios foram extintos pelo mesmo enquanto presidia o órgão (2010-2015). Recentemente, Campos entregou o cargo com o intuito de ser um dos candidatos a presidência da Ordem.

Leia mais:
Pio da Silva apresenta professora da UFMT como vice-presidente para OAB-MT

O presidente da gestão anterior (2004-2009) na CAA foi justamente Scaravelli, que, curiosamente, em seguida, também se candidatou à presidência da Ordem. Segundo ele, o atual pré-candidato o decepcionou. “Logo após minha saída, muitos benefícios foram extintos, o que me deixa extremamente decepcionado com o gestor que assumiu a CAA-MT”, declarou.

Além disso, Scaravelli não considera que tenha deixado um cenário ruim para seu sucessor na Caixa, pelo contrário. “Logo que assumi, trouxe independência financeira e maior autonomia ao órgão. E, a partir de então, dei início a uma gestão moderna com a implantação da Livraria do Advogado, Farmácia do Advogado, clínica, e, ao final, deixei um saldo positivo de mais de R$ 500 mil”, garantiu.

Além das críticas a Campos enquanto presidente da Caixa, o provável vice de Moreno também não poupou a atual gestão da OAB-MT, a qual classificou como inoperante, embora tenha ressaltado respeitar os colegas que a compõe. O advogado ainda considera que, atualmente, os projetos pessoais estão acima dos interesses da classe. Por isso, defende a alternância de poder para restaurar a imagem da entidade.

“Acredito que seja de extrema importância, em qualquer processo democrático, a alternância de poder. Meu sentimento é participar do resgate de uma entidade que já foi muito forte e lutou por causas maiores na história do país, sendo assim precisa se voltar a atender aos verdadeiros anseios dos advogados mato-grossenses”, frisou.

Por fim, Scaravelli ainda garantiu ter sido procurado por outros pré-candidatos, mas recusou por se identificar mais com as ideias de Moreno. E acrescentou que vão lutar por uma OAB-MT "aberta, ativa e altiva".

Outro lado

Leonardo Campos, por meio de sua assessoria, afirmou que não vai responder diretamente as críticas de Scaravelli em respeito aos advogados, que "querem uma campanha limpa e propositiva, ao invés de candidatos que apenas critiquem". E acrescentou que, ao invés de críticas, poderiam apresentar propostas à Caixa e à OAB.

E também fez questão de relembrar o que foi criado em sua gestão a frente da CAA, como o Auxílio Maternidade, que devolve o valor da anuidade para as mães advogadas, o Centro de Saúde, a distribuição de centenas de computadores para as Subseções e salas da OAB de todo estado pelo programa "Inclusão Digital", o aumento de 150 para mais de mil no número de convênios e o estacionamento dos advogados no Forum de Cuiabá.

E finalizou desejando boa sorte para Scaravelli na disputa e propondo que a mesma seja "limpa, sem raiva e rancor".

Eleição

A eleição para a direção da OAB-MT ocorrerá no dia 27 de novembro. Cerca de 10 mil advogados adimplentes com a entidade terão direito a voto. Para concorrer, cada chapa tem que inscrever 84 advogados com mais de cinco anos de atuação no estado.

Até o momento, além de Moreno e Campos, outros cinco pré-candidaturas já foram anunciadas. Cláudia Aquino, Pio da Silva, Fábio Capilé, Eder Pires e Benedito Rubens.

Atualizada às 18:10

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Pedro
    20 Out 2015 às 23:30

    Essa oposição é " MASSA " , quase igual o cometa Halley, só aparece de vez enquando . De uma ora para outra vai fiscaliar, fazer e acontecer. Depois que perde, descanda por três anos e começa jogar pedra denovo.

  • Tadeu Coelho
    20 Out 2015 às 17:06

    Oposição e renovação é Pio da Silva. Moreno trará de volta gente ultrapassada.

Sitevip Internet