Olhar Jurídico

Quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020

Notícias / Política de Classe

Leonardo Campos empunha defesa das prerrogativas como carro-chefe de campanha

Da Redação - Túlio Paniago

29 Out 2015 - 16:50

Foto: Divulgação

Leonardo Campos empunha defesa das prerrogativas como carro-chefe de campanha
Após registrar a chapa “Advogar Por Todos, Liderar Pela Ordem”, Leonardo Campos começou, de fato, sua campanha para presidir a Seccional de Mato Grosso de da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT). De antemão, caso seja eleito, o advogado antecipou qual vai ser um dos aspectos com maior destaque em sua gestão: a defesa das prerrogativas profissionais.

Leia mais:
Chapa liderada por Leonardo Campos e Flávio Ferreira defende OAB como líder na sociedade e defesa da liberdade

Para isso, pretende ampliar o Tribunal de Defesa das Prerrogativas (TDP), instalando-o em todas as subsecções de Mato Grosso, para que a sua atuação seja imediata e contundente.

Outra proposta é a ampliação do quadro de procuradores da OAB-MT, ampliando de dois para quatro, e a instituição da figura do procurador-chefe, que deverá substabelecer todos os seus processos, e atuar somente na defesa das prerrogativas dos advogados.

“Tais ações visam não só fazer com que as prerrogativas legais dos advogados sejam respeitadas, mas também, como corolário, que o cidadão, destinatário dessa defesa, possa exercê-las em sua plenitude”, declarou Leonardo.

No que se refere às prerrogativas de mulheres advogadas, quando estas foram violadas, o candidato também quer que a Comissão da Mulher Advogada acompanhe o TDP na defesa, para que ela verifique se houve ou não discriminação de gênero na violação.

“É inspirado nos principais anseios da classe que decidimos estabelecer como nossa missão principal a defesa intransigente das prerrogativas profissionais do advogado nos próximos anos”, finalizou.

Além de Leonardo, outras quatro candidaturas já foram oficializadas: Cláudia Aquino, José Moreno, Pio da Silva e Fábio Capilé.

A eleição do novo presidente da OAB-MT acontece no dia 27 de novembro. Dos 15 mil advogados ativos, de acordo com a OAB, só têm direito a voto os que estão adimplentes com o órgão - aproximadamente 9,7 mil advogados.

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Peter Griffin
    30 Out 2015 às 14:26

    Candidato fraco....

  • Salete Gonçalves
    30 Out 2015 às 09:45

    Chapa da velha política tentando utilizar um rótulo novo para ludibriar os desavisados. Estão escondendo os coronéis.

  • roberval
    30 Out 2015 às 07:30

    Temos que ter um Presidente que não atua no âmbito do Tribunal de Justiça de Mato Grosso para ter coragem de enfrentar os juízes que desrespeitam as prerrogativas, que enfrente o Tribunal pedindo explicação da razão de Processos nos Juizados Especiais estarem demorando cinco anos para ser julgado. Certamente esse candidatos Léo Capataz e sua chapa com diversos interesses junto ao Tribunal de Justiça, inclusive familiares não ira enfrentar.

  • Alberto
    30 Out 2015 às 00:53

    É mô irmão essa conversinha é só Faiad. Advogado sério num quer saber dela não. Deveriam sim era preocupar com uma OAB Forte, não desmoralizada como tá com essa politicagem que só beneficia a panela. To fora desse engodo

  • Romeu Pinto da Silva
    29 Out 2015 às 20:15

    Mais do mesmo? Óbvio ululante que não vai pra final do campeonato. Quem não sabe que está escondendo Faiad.

Sitevip Internet