Olhar Jurídico

Segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Notícias / Política de Classe

Pio da Silva comemora decisão que proíbe boca de urna durante eleição da OAB-MT

Da Redação - Túlio Paniago

19 Nov 2015 - 16:33

Foto: Divulgação

Pio da Silva comemora decisão que proíbe boca de urna durante eleição da OAB-MT
O candidato à presidência da Seccional Estadual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT), Pio da Silva, se manifestou sobre a decisão que proibiu boca de urna durante a votação para presidente da entidade, marcada para o próximo dia 27. Segundo ele, o acordo representa a concretização de uma luta antiga. Ele  lembrou do dia do advogado (11 de agosto), quando realizarou Ato Cívico Público em defesa de eleições limpas e pelo fim da boca de urna na eleição da OAB-MT.

Leia mais:
Comissão Eleitoral delibera fim da boca de urna na eleição da OAB; confira as 6 regras

O compromisso de não empregar a boca de urna  foi realizado nesta quarta-feira (18) durante reunião entre a Comissão Eleitoral da (OAB-MT) e representantes das cinco chapas inscritas para a disputa pela nova diretoria da Ordem. Ao fim, foi  stabelecido que a referida prática está proibida durante a votação. 

“Além do fim da boca de urna, defendemos em praça pública (o ato foi realizado na Praça das Bandeiras) a desincompatibilização de diretores da OAB que resolvam disputar as eleições e a participação na comissão eleitoral das chapas inscritas para a disputa. Considero essa decisão de agora uma vitória da advocacia mato-grossense, pois o advogado deve ser o primeiro a garantir as plenas condições para o livre exercício do voto, sem nenhum constrangimento ou abuso do poder econômico”, declarou Pio.

Com o acordo consensual entre todos os candidatos, nos locais de votação só será permitida a presença de dois ficais por chapas, sendo um no espaço de acesso e outro dentro do local, além de membros da comissão eleitoral. Membros da diretoria da OAB, candidatos ou não, não poderão permanecer nos locais de votação.

Com o fim da boca de urna estão proibidas as aglomerações nos acessos aos locais de votação, a distribuição de material de propaganda, o uso de barracas, veículos de som e até mesmo o simples pedido do voto.

As novas regras foram acatadas de forma consensual por todas as chapas e serão aplicadas durante a eleição na capital e em todas as 29 Subseções da OAB em Mato Grosso. Nove mil advogados que se encontram em dia com o pagamento da anuidade estão aptos a votar.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet