Olhar Jurídico

Segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Notícias / Política de Classe

Leonardo Campos é cassado por abuso de poder econômico, mas garante participação na Eleição da OAB-MT

Da Redação - Arthur Santos da Silva

26 Nov 2015 - 20:58

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Leonardo Campos é cassado por abuso de poder econômico, mas garante participação na Eleição da OAB-MT
A Comissão Eleitoral da OAB de Mato Grosso cassou, por 3 votos a 2, o registro de candidatura do advogado Leonardo Campos, da Chapa 3, por abuso de poder econômico. O julgamento aconteceu na noite desta quinta-feira (26), um dia antes das eleições. Mesmo com a impugnação, Campos garantiu, por meio de sua assessoria de imprensa, que concorrerá ao pleito.

Leia mais:
STJ nega segundo pedido de liberdade e Silval Barbosa completa décima semana preso

"A chapa ‘Advogar Por Todos Liderar Pela Ordem’ vem a público informar que o candidato Leonardo Campos mantem-se no pleito que será disputado nesta sexta-feira (27). A garantia foi dada pelo presidente da Comissão Eleitoral da OAB-MT, Silvano Macedo. A assessoria jurídica do candidato já tomou as medidas cabíveis para reverter essa decisão junto aos órgãos competentes", informou Campos, por meio de nota.

Na terça-feira, a Comissão Eleitoral da OAB de Mato Grosso retirou de pauta a representação que pedia a cassação do registro de candidatura do advogado por abuso de poder econômico. Após um recurso na Comissão Eleitoral Nacional da OAB, foi determinado o julgamento em 24 horas.

Nos termos da representação, Leonardo Campos e o conselheiro de sua chapa, Flaviano Kleber Taques Figueiredo, foram acusados de fazer doações eleitoreiras para subseções da OAB-MT, dentro de período proibido pela legislação eleitoral — ou seja, a menos de 90 dias do pleito, inclusive, quando o candidato já estava licenciado da presidência da CAA-MT, o que fere o Provimento 146/2011 e demais normas que regulamentam a matéria.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet