Olhar Jurídico

Quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Notícias / Política de Classe

Comissão Eleitoral da OAB admite falha na publicação do resultado da eleição que deu vitória a Campos

Da Redação - Paulo Victor Fanaia

02 Dez 2015 - 10:50

Foto: Mayke Toscano/Gcom-MT

Comissão Eleitoral da OAB admite falha na publicação do resultado da eleição que deu vitória a Campos
A incoerência dos dados apresentados na Proclamação do Resultado das Eleições pela Comissão Eleitoral da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso (OAB-MT), na ultima sexta-feira (27), inquietou muitos advogados do Estado. É que em uma das publicações, o Candidato Leonardo Campos (“Advogar por Todos Liderar pela Ordem”) aparece com 13 votos a mais que na outra. A Comissão Eleitoral da Ordem reconhece o erro e lamenta o que considerou “falha na comunicação”.

Leia mais:
STF recebe denúncia do MPF contra o deputado Nilson Leitão por superfaturamento em obras

Quem analisou com cuidado a publicação da Comissão Eleitoral da OAB-MT, de sexta-feira (27), sobre a votação total do Candidato Leonardo Campos e os confrontou com a publicação da apuração final, feita nesta terça-feira (1), percebeu uma contradição nos dados. É que na ata, o candidato vencedor aparece com 2.470 votos e na publicação final, com 2.483. Quem percebeu, reclamou. O Olhar Jurídico apurou o caso.



Conversamos com o Presidente da Comissão Eleitoral da Ordem, Silvano Macedo Galvão. Ele explica que o que houve foi uma “falha na comunicação” e lamenta: “deveríamos ter esperado mais”.



Ele explica que os primeiros dados, apresentados no fim do pleito, são baseados no que foi enviado pelas subcomissões de votação, no interior do Estado. Reforça ainda que algumas subcomissões sequer enviaram dados à tempo de compor um quadro completo de votação. E que, sem saber, a Comissão Eleitoral decidiu hesitar, para atender a pressão dos candidatos.

O Presidente da Comissão Eleitoral reconhece, “o certo era ter esperado chegarem os números corretos”. Mas salienta que a ata, de sexta, não representa uma consolidação dos números, mas apenas os dados finais dos boletins de urna cumprem a função. Ou seja, o dado correto é o que aponta Leonardo Campos com 2.483 votos. 

A Comissão constata ainda que a ata permanece e que ainda não foi impugnada, pois nenhum candidato se manifestou. Conclui reforçando aos eleitores que todos os boletins estão disponíveis no portal da OAB-MT e que o erro de modo algum compromete a lisura do pleito.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet