Olhar Jurídico

Quinta-feira, 02 de abril de 2020

Notícias / Ambiental

Criada comissão que aperfeiçoa atuação do MP na defesa ambiental

Assessoria de Comunicação Social/Conselho Nacional do Ministério Público

16 Jun 2016 - 08:00

Instituir a Comissão Temporária de Aperfeiçoamento e Fomento da Atuação do Ministério Público na área de defesa do Meio Ambiente e de fiscalização das Políticas Públicas Ambientais. É o que dispõe proposta de resolução aprovada, por unanimidade, pelo Plenário do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). A aprovação aconteceu nesta terça-feira, 14 de junho, durante a 2ª Sessão Extraordinária de 2016.

De acordo com o texto da proposta de resolução aprovada, cujo relator foi o conselheiro Antônio Duarte, a referida comissão tem como objetivo fortalecer e aprimorar a atuação dos órgãos do Ministério Público na tutela do meio ambiente, repressiva ou preventiva, com a finalidade de facilitar a integração e o desenvolvimento do Ministério Público brasileiro.

A comissão terá as atividades encerradas tão logo atinja o fim a que se destina, considerado o prazo máximo de dois anos, podendo ser prorrogado, caso haja necessidade. Além disso, a comissão, cujo presidente será o conselheiro Sérgio Ricardo de Souza, eleito pelo Plenário, não trará ônus financeiro ao CNMP.

Em sua justificativa, o conselheiro Sérgio Ricardo de Souza, proponente da proposta de resolução, destaca que a atuação do Ministério Público “no âmbito do direito ambiental deve ser voltada para a aplicação do princípio da prevenção, de maneira a evitar a caracterização de danos socioambientais. Não sendo possível a prevenção e ocorrendo desastre ambiental, o órgão do Ministério Público também deve buscar a responsabilização civil e criminal dos agentes poluidores”.

O conselheiro afirma que, para melhor alcance dos objetivos da Política Nacional do Meio Ambiente, é imperiosa a atuação integrada dos órgãos de execução dos ramos do Ministério Público. Realça, ainda, que o recente episódio ocorrido em Mariana-MG, com reflexos em vários ecossistemas, impõe que a atuação do Ministério Público seja ainda mais consistente, e a comissão poderá atingir o objetivo de companhar as medidas que estão sendo adotadas pelos responsáveis pelo evento, a fim de mitigar os danos dele decorrentes, e apontar os responsáveis.

Sérgio Ricardo aponta que o CNMP cumpre importante papel no fomento e na facilitação de tal integração. Ele explica que, para instrumentalizar e concretizar a missão de órgão de integração, o Conselho pode criar comissões permanentes ou temporárias, compostas por seus membros, para o estudo de temas e atividades específicas, relacionados às suas áreas de atuação.
Sitevip Internet