Olhar Jurídico

Domingo, 08 de dezembro de 2019

Notícias / Política de Classe

Juíza Selma obtém parecer favorável a aposentadoria e pedido vai para controle interno

Da Redação - Paulo Victor Fanaia Teixeira

26 Mar 2018 - 09:33

Foto: Rogério Florentino/OlharDireto

Juíza Selma obtém parecer favorável a aposentadoria e pedido vai para controle interno
A Assessoria Jurídica do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) já emitiu parecer favorável à concessão da aposentadoria da magistrada Selma Rosane Arruda, da Sétima Vara Criminal. Ela requereu o fim de suas atividades jurídicas no último dia 23.

O pedido será agora encaminhado ao Controle Interno da Corte, como informou a magistrada ao Olhar Jurídico.

Leia mais:
Juíza tenta bloquear R$ 35 milhões de suposta organização, mas não encontra nem 2%

O próximo passo é o requerimento ser apreciado pelo Departamento da Folha de Pessoal do TJ e por uma equipe técnica. Por fim, o será encaminhado ao presidente da Corte, o desembargador Rui Ramos Ribeiro.

Com a decisão de se aposentar, a magistrada visa a possibilidde de atuar em outra frente: a da política, disputando as eleições de 2018. Para tanto, deverá ter seu pedido de aposentadoria julgado favoravelmente até o dia 7 de abril, prazo final para filiar-se em algum partido. Por meio de redes sociais, a juíza ser necessário legislar para ajudar na construção de um novo cenário político.

A magistrada ganhou notoriedade por atuar contra o crime organizado no Estado e expedir ordens de prisões a ex-governadores, ex-deputados e secretários de Estado.

Em recente entrevista ao Olhar Direto, a juíza afirmou já estar conversando com vários partidos e que deve bater o martelo se irá se filiar a algum deles para a disputa da eleição até o fim de março. Ela também destacou que só irá topar fechar com uma sigla que dê liberdade para posicionamento e independência, fatos que a fizeram ter destaque no Poder Judiciário.

Senado:

A magistrada está sendo cotada para ser pré-candidata ao Senado e vem conversando com vários partidos. Nos bastidores muitos já dão como certa sua filiação ao PSL do pré-candidato a presidência Bolsonaro, que em Mato Grosso está sendo comandado pelo deputado federal Victório Galli e pelo pré-candidato ao Governo, Dilceu Rossato. A juíza já protocolou o seu pedido de aposentadoria do Poder Judiciário tem até o dia 7 de abril para se filiar a um partido.

5 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Oséias
    26 Mar 2018 às 11:59

    Estava na cara que toda a sua aparição não passava de uma pre-campanha dissimulada.

  • vamos analisar
    26 Mar 2018 às 11:50

    VAMOS PENSAR MELHOR, LEMBRAM DO GOVERNADOR PEDRO TAQUES O RESULTADO ESTA AI NEM SEMPRE OS QUE SABE PUNIR SAO CAPAZ DE EXECUTAR .

  • Ricardo Ramos
    26 Mar 2018 às 10:14

    Uma pessoa de alto nível técnico e profissional, quer como mulher, quer como juíza. Vai fazer falta na luta contra os corruptos. Espero que algum desses magistrados despachantes tenha aprendido alguma coisa e comece a agir como ela agiu e, com certeza, como agirá como política que devemos torcer para que seja.

  • janete
    26 Mar 2018 às 10:07

    Essa Senhora terá o meu voto!

  • Juca
    26 Mar 2018 às 10:01

    Como juíza foi austera contra a corrupção. Vejamos o partido que ela vai se filiar, se for de esquerda...

Sitevip Internet