Olhar Jurídico

Terça-feira, 26 de outubro de 2021

Notícias | Trabalhista

CONCILIAÇÃO

​Caixa Econômica é condenada a pagar R$ 30 mil a ex-funcionária por verbas trabalhistas não repassadas

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

​Caixa Econômica é condenada a pagar R$ 30 mil a ex-funcionária por verbas trabalhistas não repassadas
Após oito anos de espera, uma ex-empregada da Caixa Econômica Federal(CEF)  irá receber R$30 mil reais, após acordo realizado com a empresa nesta quinta-feira (8).  A trabalhadora buscou o judiciário para pedir isonomia salarial com os bancários e outras verbas trabalhistas.
 
Leia mais:
Justiça condena empresa e Banco do Brasil a indenizar cinema do Pantanal Shopping
 
A audiência de conciliação aconteceu nessa quinta-feira (08) na Vara do Trabalho de Barra do Garças, durante a XIII Semana Nacional de Conciliação. Como a ex-funcionária prestava serviços no banco por meio da empresa BSI do Brasil, a CEF foi condenada a pagar os valores de forma subsidiária.
 
Ela chegou no horário estipulado, no entanto, a CEF não compareceu à audiência. Para solucionar o caso, que já tramitava na Justiça do Trabalho desde 2010, o juiz Adriano Romero da Silva ligou para a empresa, conversou com gerente geral para informar sobre a importância do comparecimento na unidade.
 
Segundo o magistrado, a audiência foi suspensa e cerca de uma hora depois teve início com a presença do gerente da CEF e então foi possível celebrar o acordo. “Isso mostra que o nosso TRT vai atrás das pessoas para solucionar os processos. Não se pode olvidar que se trata de ação ajuizada em 2010, transfigurando, assim, a clara demora na entrega, em virtude de terem sido manejados Recurso Ordinário, Recurso  de  Revista  e  Agravo de Instrumento”, explicou.
 
A empresa irá depositar o valor até o dia 16 de novembro deste ano. Com a conciliação, a trabalhadora não poderá ajuizar nova ação para cobrar os valores já discutidos.
 
Com o tema “Conciliar, a decisão é nossa”, a Semana Nacional de Conciliação teve início na segunda (5) e segue até esta sexta (9). O evento acontece simultaneamente nos Tribunais de Justiça estaduais, Tribunais do Trabalho e nos Tribunais Federais de todo país e fecha o calendário dos mutirões realizados pelo judiciário com foco na solução de conflitos em 2018.
 
Durante a programação houve a realização de pautas especiais nas varas do trabalho, montadas exclusivamente com foco na tentativa de composição amigável. Em Cuiabá, ações semelhantes também correram no Cejusc do TRT.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet