Olhar Jurídico

Quarta-feira, 08 de abril de 2020

Notícias / Geral

Ministro do STF se reúne com Mauro e governadores para discutir envio de U$ 682 mi da Petrobrás

Da Redação - Vinicius Mendes

28 Ago 2019 - 08:19

Foto: Reprodução

O ministro Alexandre de Moraes

O ministro Alexandre de Moraes

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), se reúne nesta quarta-feira (28) com o ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, para discutir a destinação de US$ 682,5 milhões transferidos pela Petrobrás para a prevenção e combate a incêndios florestais. Também participarão da reunião outros oito governadores da Amazônia Legal.
 
Leia mais:
MP quer Sodoma na Justiça Eleitoral e juiz adia audiência de Silval na 7ª Vara Criminal
 
A reunião está marcada para as 10h de hoje e o assunto tratado será a destinação de recursos do fundo da Petrobras, tema da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 568. Em seguida, às 11h, o ministro Alexandre de Moraes ainda se reunirá com representantes da Presidência da Câmara dos Deputados, da Secretaria-Geral da Presidência da República, da Procuradoria-Geral da República, da Advocacia-Geral da União, do Ministério da Economia e da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.
 
Participarão da reunião os governadores do Acre, Gladson Cameli; do Amapá, Waldez Góes; do Amazonas, Wilson Lima; do Pará, Helder Barbalho; de Rondônia, Marcos Rocha; de Roraima, Antonio Denarium; do Tocantins, Mauro Carlesse; do Maranhão, Flávio Dino; e de Mato Grosso, Mauro Mendes.

Mauro e os outros oito governadores da Amazônia, inclusive, já se reuniram com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), nesta terça-feira (27), para tratar da questão dos incêndios florestais.
 
Fundos
 
O objeto da ADPF 568 é o acordo firmado entre o Ministério Público Federal (MPF) e a Petrobras para a destinação de US$ 682,5 milhões transferidos pela empresa em razão de acordo celebrado com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DoJ). Na sexta-feira (23), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, pediu ao STF que R$ 800 milhões sejam destinados à prevenção e ao combate de incêndios florestais.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Oi?
    28 Ago 2019 às 15:46

    Só uma pergunta: se esse dinheiro é "da Petrobras" (empresa de economia mista), não deveria ter voltado para a Petrobras? E os sócios da empresa, como ficam?

Sitevip Internet