Olhar Jurídico

Domingo, 16 de fevereiro de 2020

Notícias / Civil

Justiça marca audiência com ex-secretários em ação por suposta fraude em licitação de Trincheira

Da Redação - Arthur Santos da Silva

21 Jan 2020 - 14:32

Foto: Reprodução

Justiça marca audiência com ex-secretários em ação por suposta fraude em licitação de Trincheira
O juiz Bruno D’Oliveira Marques, da Vara Especializada em Ação Cível Pública de Cuiabá, marcou para o dia 18 de março audiência para ouvir os ex-gestores da Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo, Eder Moraes Dias e Maurício Guimarães, e o ex-presidente da Comissão de Licitação da Pasta, Eduardo Rodrigues da Silva. Os três são alvos em ação por improbidade administrativa.

Leia também 
Publicações revelam cinco ações sigilosas envolvendo ex-governador e ex-presidente da ALMT


Conforme os autos, o MPE foi informado pelo Tribunal de Contas (TCE) sobre possíveis irregularidades em um contrato firmado entre a empresa Ster Engenharia e a Secretaria Extraordinária, cujo objetivo era a contratação para a execução da obra denominada Trincheira Mário Andreazza.
 
O edital do certame previa que as empresas interessadas na concorrência apresentassem uma primeira proposta, contendo valores com o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e uma segunda proposta, com a isenção. Ao final, foi declarada vencedora a empresa Ster, com valor estipulado em R$ 5,8 (com ICMS) e R$ 5,2 milhões sem a incidência do ICMS.
 
Segundo o MPE, o Mato Grosso utilizou o fator determinante para a indicação da proposta vencedora o valor total com a isenção de ICMS, mas na hora de contratar, firmou o contrato sem a referida isenção, o que acarretou a contratação da proposta financeiramente prejudicial em importância superior a R$ 400 mil.
 
Ainda conforme o MPE, se fosse considerada a contratação proposta de menor preço com o ICMS, o vencedor seria o Consórcio Paviservice/Engeponte, no valor de R$ 5,4 milhões

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Patropi
    22 Jan 2020 às 07:52

    kkkkkkkkkkkkkk, pura comédia, Eder Moraes ta de boa passeando pelos shopping da cidade.

  • José
    21 Jan 2020 às 18:31

    E o Oscar vai para........Éder Moraes. Heeeeeeeeeeee.

  • CUIABANO
    21 Jan 2020 às 16:49

    ALGUEM PELAMORDEDEUS PODE TAMPAR OS BURACOS DA TRINCHEIRA DA ATALAIA???? PREFEITO???? GOVERNADOR????

Sitevip Internet