Olhar Jurídico

Quinta-feira, 02 de abril de 2020

Notícias / Criminal

Advogados de Sérgio Ricardo descartam delação: 'a informação é covarde e leviana'

Da Redação - Arthur Santos da Silva

21 Fev 2020 - 11:20

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Advogados de Sérgio Ricardo descartam delação: 'a informação é covarde e leviana'
Os advogados do conselheiro afastado do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT), Sérgio Ricardo de Almeida, emitiram nota nesta sexta-feira (21) afirmando que a informação sobre uma possível delação premiada homologado junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) é “covarde e leviana”.

Leia também 
STJ nega retorno de conselheiros afastados do Tribunal de Contas

 
“A defesa do Conselheiro Sérgio Ricardo, representada pelo escritório Saulo Gahyva Advogados, vem a público negar veemente as informações recentemente divulgadas pela imprensa, sugerindo que o Conselheiro tenha firmado delação premiada”, argumentaram os advogados.
 
Segundo os advogados Saulo Gahyva e Bruna Maciel, nas ações penais que figura como réu, Sérgio Ricardo é vítima de alegações criminosas, lançadas de forma temerária, sem nenhum amparo probatório.
 
“Infelizmente, a colaboração premiada se tornou um instrumento por meio do qual contumazes praticantes de atos ilícitos tentam se eximir da responsabilidade penal, imputando crimes à terceiros, ainda que estes não tenham qualquer participação”, salientaram.
 
Sérgio Ricardo é um dos nomes envolvidos na Operação Malebolge, fase da Operação Ararath. O conselheiro é acusado pela prática dos delitos de corrupção passiva, sonegação de renda, lavagem de dinheiro e organização criminosa. 

Informações são oriundas do acordo de colaboração premiada do ex-secretário de Casa Civil, Pedro Nadaf, e do ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa.
 
Confira a nota
 
A defesa do Conselheiro Sérgio Ricardo, representada pelo escritório Saulo Gahyva Advogados, vem a público negar veemente as informações recentemente divulgadas pela imprensa, sugerindo que o Conselheiro tenha firmado delação premiada.
 
A informação é covarde e leviana.
 
Infelizmente, a colaboração premiada se tornou um instrumento por meio do qual contumazes praticantes de atos ilícitos tentam se eximir da responsabilidade penal, imputando crimes à terceiros, ainda que estes não tenham qualquer participação.
 
Nas duas ações penais que figura como réu, Sérgio Ricardo é vítima de alegações criminosas, lançadas de forma temerária, sem nenhum amparo probatório.
 
Ao longo de sua trajetória como Deputado Estadual e Conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso não participou ou coadunou com qualquer ato ilícito, sempre prezando pelo estrito cumprimento da lei e a máxima eficiência.
 
Sérgio Ricardo prosseguirá exercendo firmemente o seu direito de defesa em todas as instâncias judiciais, com plena confiança no Poder Judiciário, e informa que buscará a responsabilização civil e criminal dos responsáveis pela divulgação dessa informação mentirosa.
 
Saulo Gahyva e Bruna Maciel, advogados de defesa de Sérgio Ricardo.

7 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Vitor Paiva
    22 Fev 2020 às 06:31

    Taques está fazendo a defesa dele. Ixi

  • José
    21 Fev 2020 às 19:23

    Receita Federal, cadê vocês?

  • Jose
    21 Fev 2020 às 19:11

    Mijou para tras..deve ter recebido mais uma propina e calar a boca.Como diz um amigo ai no comentario fucpu rico do dia para noite e agora ezta pagando preco da malandragem.

  • José
    21 Fev 2020 às 16:31

    O que esperar desse "conselheiro"? Simples: nada que preste.

  • josé carlos
    21 Fev 2020 às 15:49

    Esse cidadão é um dos que teriam que explicar o enriquecimento da noite pro dia. Vai começar a aparecer agora. Esse não dorme mais.

  • Gladston
    21 Fev 2020 às 14:18

    "Covarde e leviano", exatamente, esse é o cliente de vocês!!! Mas há também outtos adjetivos que o caberiam tão bem quanto estes.

  • Jose Olavo
    21 Fev 2020 às 11:57

    É um santo deveria ser canonizado pelo Vaticanô, coitadinho ele e o seu pupilo Eder Moraes são pessoas da melhor qualidade, como diria meu amigo "adevogado" uma pessoa "Ilibada" Cristalina como agua de chapada, eu acho que vocês estão extremamente enganados sobre o ainda "Conselheiro do tribunal de faz de contas".

Sitevip Internet