Olhar Jurídico

Quinta-feira, 09 de abril de 2020

Notícias / Criminal

Justiça concede liberdade a jornalista acusado por estupro tentado e ameaça

Da Redação - Arthur Santos da Silva

26 Fev 2020 - 16:30

Foto: Olhar Direto

Justiça concede liberdade a jornalista acusado por estupro tentado e ameaça
A justiça concedeu liberdade nesta quarta-feira (26) ao jornalista e assessor de imprensa Leonardo Heitor Miranda, acusado pelos crimes de estupro tentado e ameaça.   

Leia também 
Jornalista réu em processos por importunação sexual completa três meses na prisão

 
​Ele foi alvo de mandado no dia 25 de novembro de 2019. Conforme informação do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), não houve imposição de cautelares. Segundo a advogada Wellen Candido Lopes, o acusado sairá da cadeia ainda nesta quarta. 

Liberdade foi concedida durante audiência de instrução na Segunda Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher. O profissional da Comunicação é réu em três casos. 

A prisão que o mantinha fora do convívio social ocorreu em virtude de descumprimento de medida protetiva de urgência. O histórico de Leonardo Heitor no Judiciário é longo.

O primeiro processo foi recebido pela magistrada Ana Graziela Vaz de Campos Alves Corrêa, no dia 19 de dezembro de 2019. O segundo caso foi recebido pela magistrada Suzana Guimarães Ribeiro, no dia 13 de janeiro, entrando em segredo de Justiça logo em seguida.
 
Mais recente, o juiz Jeverson Luiz Quintieri, em substituição na Segunda Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, acatou denúncia no dia 21 de janeiro e tornou o jornalista réu pela terceira vez.
 
Leonardo Heitor estava preso no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC). O jornalista apresentou diploma de curso superior para ser transferido do Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC).

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Jurídico. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Jurídico poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • observo
    27 Fev 2020 às 08:50

    Esse rapaz precisa de tratamento com urgencia..... liberado assim vai intimidar as vitimas novamente

  • Ex Pai de Encosto
    27 Fev 2020 às 06:37

    Se for tarado mesmo tem que ficar na cadeia

  • Alice Tocantins - Planalto
    27 Fev 2020 às 00:52

    Minha nossa.... Mas ele vai poder sair na rua também? Gente do céu.

  • patriota Brasil
    26 Fev 2020 às 17:44

    Tava demorando."justiça".

Sitevip Internet