Olhar Jurídico

Quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Notícias / Geral

"Temo mais um cabo e um soldado de uma milícia do RJ", diz Gilmar Mendes sobre ataques ao STF

Da Redação - Vinicius Mendes

06 Jun 2020 - 15:14

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou que não teme um golpe militar ou fechamento do STF pelas Forças Armadas. Em protestos em defesa do presidente Jair Bolsonaro são recorrentes os ataques à Corte Suprema e a alusão ao AI-5. Mendes disse que teme mais "um cabo e um soldado de milícia do Rio de Janeiro", do que um golpe militar no país.

Leia mais:
Governo planeja monitoramento em municípios e pode intervir, caso prefeituras não sigam recomendações

No ano de 2018, ainda antes da eleição de Jair Bolsonaro, o filho do então candidato havia aparecido em um vídeo dizendo que bastaria um cabo e um soldado para fechar o Supremo Tribunal Federal (STF). 

Desde o início do Governo Bolsonaro têm sido comuns as críticas de seus apoiadores ao STF. Em protestos recentes os apoiadores do presidente, inclusive, defenderam o AI-5, que foi responsável, durante a ditadura militar, pelo fechamento do Congresso Nacional e suspendeu o direito do cidadão de recorrer ao Poder Judiciário quando tivesse seus direitos violados. Durante esta época três ministros do STF foram obrigados a se aposentar.

O ministro Gilmar Mendes, no entanto, não acredita que as Forças Armadas permitiriam um novo golpe. 

"Na verdade isto é uma imputação injuriosa às Forças Armadas, a ideia de que elas podem se prestar a um golpe militar, a uma quebra da institucionalidade, acho isso absolutamente impróprio [...] eu temo mais um cabo e um soldado de uma milícia do Rio de Janeiro, mas para isso nós temos remédio".

Comentários no Facebook

Sitevip Internet