Olhar Jurídico

Quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Notícias / Geral

Sindicato cita enfermeiros infectados e pede lockdown em Cuiabá e Várzea Grande

Da Redação - Arthur Santos da Silva

08 Jun 2020 - 13:59

Foto: Reprodução

Sindicato cita enfermeiros infectados e pede lockdown em Cuiabá e Várzea Grande
O Sindicato dos Profissionais de Enfermagem de Mato Grosso (Sinpen-MT) enviou ofício nesta segunda-feira (8) ao procurador-Geral de Justiça, Jose Antonio Borges, chefe do Ministério Público (MPE), solicitando recomendação para que seja decretado lockdown pelos municípios de Cuiabá e Várzea Grande.

Leia também 
Juíza nega bloqueio de R$ 13 mi de empresa acusada de fraudes na Caravana da Transformação

 
O sindicato pede ainda a feitura de recomendação para que haja a construção de hospitais de campanha ou adaptação de estabelecimentos para disponibilização de novos leitos de UTI nas cidades-polo do interior. Segundo o Sinpen, o MPE tem o poder de expedir recomendação visto que “guarda condições de fiscalizar as autoridades públicas e privadas”.
 
O lockdown em Cuiabá e Várzea Grande serviria para restringir a circulação de pessoas em locais públicos e impedir o funcionamento de atividades não essenciais. A criação de novos hospitais serviria para distribuir melhor os leitos de UTI em todo o Estado e, ainda, evitar a sobrecarga dos poucos disponíveis em Cuiabá e Várzea Grande.
 
"Por ser uma categoria que se encontra na linha de frente ao enfrentamento à pandemia, observamos o aumento do número de profissionais infectados, que normalmente atuam em unidades de saúde públicas e privadas, provocando a infecção comunitária do vírus e a sua propagação em massa entre os profissionais e os usuários", afirmou o sindicato. 

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) notificou, até a tarde deste domingo (7), 4.033 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 113 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. As 12 mortes mais recentes envolveram residentes de Cáceres, Sinop, Cuiabá, Primavera do Leste e Poconé. 
 
Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (1.212), Várzea Grande (369), Rondonópolis (306), Primavera do Leste (178), Tangará da Serra (173), Sorriso (140), Confresa (138), Lucas do Rio Verde (122), Sinop (100), Barra do Garças (92), Campo Verde (78), Pontes e Lacerda (66), Nova Mutum (59), Jaciara (49), Rosário Oeste (45), Cáceres (43), Alta Floresta (43), Sapezal (39), Guarantã do Norte (37) e Aripuanã (36).
 
Dos 4.033 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 2.437 estão em isolamento domiciliar e 1.243 estão recuperados. Há ainda 240 pacientes hospitalizados, sendo 118, em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 122, em enfermaria. 
 
Contudo, a SES aponta que há 35 casos suspeitos em enfermaria e 33 em UTI - números que se somam aos confirmados e resultam na taxa de ocupação, que hoje é de 11,7% em leitos clínicos e 45,6% em UTI.
 
Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 51,0% dos diagnosticados são do sexo feminino e 49,0% masculino; além disso, 1.129 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 9.209 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 638 amostras em análise laboratorial.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet