Olhar Jurídico

Quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Notícias / Criminal

Carvalho suspende pagamentos e audita empresa suspeita de esquema com ex-adjunto

Da Redação - Arthur Santos da Silva

29 Set 2020 - 14:35

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Carvalho suspende pagamentos e audita empresa suspeita de esquema com ex-adjunto
O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, determinou a suspensão dos pagamentos em contratos com a TMF Construções e Serviços Eireli. A empresa é alvo de investigação do Ministério Público Estadual (MPE) que culminou na prisão do então secretário adjunto Sistêmico da Casa Civil, Wanderson de Jesus Nogueira.

Leia também 
Empresa acusada de pagar propina a adjunto recebeu mais de R$ 3 milhões em 2020


Os pagamentos ficarão suspensos até conclusão de auditoria realizada pela Controladoria Geral do Estado (CGE). Somente após o resultado é que o secretário deverá tomar uma decisão definitiva sobre o caso. Determinação foi publicada no Diário Oficial do Estado que circula nesta terça-feira (29).

Segundo informações disponibilizadas pela ferramenta Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças de Mato Grosso (Fiplan), a empresa TMF recebeu somente em 2020 valor superior a R$ 3,4 milhões.

Mais valores ainda não foram liquidados pelo Governo de MT. O próprio Wanderson assinou no mês de julho um termo de homologação no valor de R$ 1 milhão para contratar a empresa TMF. No dia 23 de setembro houve pagamento no valor de R$ 123 mil empenhado pelo Estado de Mato Grosso em favor da TMF.

Sobre a investigação em andamento, assim que o fato se tornou de conhecimento da Casa Civil, o secretário Mauro Carvalho assinou a exoneração do então secretário adjunto Sistêmico, Wanderson de Jesus Nogueira, que é suspeito da prática de corrupção.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet