Olhar Jurídico

Sexta-feira, 05 de março de 2021

Notícias / Criminal

TJ nega recurso de família Cestari e mantém internação de adolescente que matou Isabele

Da Redação - Vinicius Mendes

22 Jan 2021 - 14:20

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

TJ nega recurso de família Cestari e mantém internação de adolescente que matou Isabele
O desembargador Juvenal Pereira, da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), negou um recurso da família Cestari e manteve a adolescente de 15 anos que matou Isabele Guimarães Ramos no condomínio de luxo Alphaville, em Cuiabá, em 12 de julho do ano passado. A jovem está internada no Complexo Pomeri.
 
Leia mais:
Adolescente que matou amiga com tiro na cabeça ficará internada por tempo indeterminado; avaliação semestral
 
A juíza Cristiane Padim, da 2ª Vara Especializada da Infância e Juventude de Cuiabá, determinou no último dia 19 a internação da adolescente, por tempo indeterminado. Há nos autos o esclarecimento de que o prazo da medida socioeducativa não pode ultrapassar três anos.
 
A adolescente se apresentou na Delegacia Especializada do Adolescente (DEA) acompanhada dos pais e advogados ainda na noite desta terça-feira (19). Ela passou a noite no Centro Socioeducativo Feminino Menina Moça e foi depois encaminhada à Unidade de Internação Socioeducativa Feminina no Complexo Pomeri.
 
A defesa da jovem entrou com recurso contra a decisão. O desembargador Juvenal Pereira, no entanto, negou provimento e manteve a internação da acusada. Ele afirmou que as medidas socioeducativas são pedagógicas e, diferente das penas impostas em processo criminal, podem ser executadas de imediato.
 
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet