Olhar Jurídico

Sexta-feira, 16 de abril de 2021

Notícias / Civil

EM CUIABÁ

MPE investiga clínica acusada de oferecer tratamentos alternativos para curar a covid-19

Da Redação - Arthur Santos da Silva

05 Mar 2021 - 09:26

Foto: Reprodução

MPE investiga clínica acusada de oferecer tratamentos alternativos para curar a covid-19
O Ministério Público de Mato Grosso (MPE) abriu inquérito para investigar denúncias contra a Clínica Echad Espaço Vida Saúde, onde o proprietário, pessoa identificada como Jonas Martins da Silva, supostamente oferece tratamentos alternativos contra a covid-19 que, segundo o MPE, promete a cura da doença.
 
Leia também 
Desembargador determina endurecimento e comércio fechará às 19h em Cuiabá


Página em rede social esclarece que a clínica trabalha com acupuntura, medicina tradicional chinesa e medicina alternativa. Documento do Ministério Público afirma ainda que Jonas, atribuindo-se indevidamente a condição de médico, "executa sistematicamente procedimentos invasivos dentre os quais hemoterapia, acupuntura e tratamento contra câncer, conforme relatórios do órgão sanitário municipal e da Delegacia de Defesa do Consumidor".
 
Ainda segundo o Ministério Público, a execução dos procedimentos e os resultados prometidos podem "caracterizar exploração massiva da população hipervunerável, passível de responsabilização por dano moral social".
 
Portaria de investigação, do dia 28 de fevereiro, foi assinada pelo promotor de Justiça Ezequiel Borges de Campos. A clínica está localizada na  Rodovia MT-010, em Cuiabá.
 
A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quinta-feira (4.), 258.460 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 5.941 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.
 
Foram notificadas 2.748 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 258.460 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 9.883 estão em isolamento domiciliar e 241.068 estão recuperados.
 
Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 462 internações em UTIs públicas e 387 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 96,86% para UTIs adulto e em 46% para enfermarias adulto
 
Outro lado
 
O Olhar Jurídico conseguiu contato com Jonas Martins da Silva. Ele negou a promessa de curar a covid-19 com tratamentos alternativos. Jonas afirmou ainda que não foi notificado sobre a portaria.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet