Olhar Jurídico

Quarta-feira, 01 de dezembro de 2021

Notícias | Eleitoral

envolvimento com a JBS

Pleno arquiva inquérito que investigava Wellington Fagundes com base em delação

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Pleno arquiva inquérito que investigava Wellington Fagundes com base em delação
O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) arquivou inquérito em face do senador Wellington Fagundes (PL), investigado por suposto recebimento de R$ 300 mil nas eleições de 2014. Informação foi delatada pelo colaborador premiado Joesley Batista, sócio da empresa JBS. 

Leia também
Justiça decreta sigilo em inquérito que investiga Wellington Fagundes com base em delação


Arquivamento foi confirmado pela assessoria de imprensa do senador. Caso está em segredo de Justiça. Não há detalhes sobre a fundamentação do pedido que gerou o arquivamento
 
Pagamento supostamente serviu em troca de "evitar retaliações ou dificuldades para as empresas" e "garantir a boa vontade e facilidade de contratos para futuros pleitos empresariais".
 
Antes do decreto de sigilo, a Polícia Federal havia se manifestado afirmando que eram necessárias as oitivas do deputado federal Neri Geller, do empresário Joesley Batista e de Ricardo Saud, ex-executivo da JBS. 

Nota

NOTA PÚBLICA

Arquivado por unanimidade, nesta terça-feira (19), o inquérito que investigava suposto benefício ao senador Wellington Fagundes (PL-MT) em recursos repassados pela empresa JBS na eleição de 2014. A decisão unânime foi feita pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT).

A decisão do TRE-MT deixou claro a não existência de nenhum indício ligando o senador ao fato. 

Assessoria do senador Wellington Fagundes

 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet