Olhar Direto

Quarta-feira, 14 de abril de 2021

Notícias / Cidades

Operação retira ciclistas e ambulantes de área de lazer em Copacabana

G1

18 Jan 2009 - 14:23

Lugar de ciclista é na ciclovia e de ambulantes, fora dela. Pode parecer óbvio, mas essas, entre outras medidas, surpreenderam boa parte das pessoas que utilizavam a área de lazer na orla de Copacabana na manhã deste domingo (18).

Com 45 agentes, a operação choque de ordem percorreu os seis quilômetros da Avenida Atlântica, recebendo denúncias, reclamações e elogios.

Ao todo, segundo a Secretaria Especial de Ordem Pública (Seop), foram rebocados 12 veículos utilizados como depósito de mercadorias irregulares de camelôs e apreendidos 70 sacos de gelo, três de coco, uma carroça tipo burro-sem-rabo e um carrinho de mão.

“É tanto tempo com a letargia do poder público que as pessoas vão errando e vão ficando. Aos poucos elas vão se acostumando e entrando nos eixos para todo mundo poder curtir o seu lazer com melhor qualidade”, acredita o secretário especial de Ordem Pública, Rodrigo Bethlem, que acompanhou o trabalho dos servidores. 

“Tem pai e mãe que vem com os filhos andar de bicicleta no lugar de pedestres, que é a pista fechada para área de lazer. Tem idoso que acaba sendo atropelado aqui. A prefeitura deveria organizar voluntários do próprio bairro para ajudar”, sugeriu ao secretário uma moradora de Copacabana.

Moradores de rua
Abordada por homens da operação, a população de rua foi chamada a mostrar documentos e alertada de que não poderia dormir nem ocupar locais públicos, mas niguém foi recolhido a abrigos.

“A prefeitura está buscando ampliar os abrigos e torná-los mais aprazíveis”, disse Bethlem.

Mesmo sem recolhê-los, já tem gente sentindo a diferença no bairro.

“A população de rua veio crescendo aqui em Copacabana como um enxame. Isso dá segurança para a gente andar na rua sem ter que ficar se preocupando com tudo”, pondera a aposentada Vera Lúcia Correa, de 55 anos.
Sitevip Internet