Olhar Direto

Domingo, 19 de setembro de 2021

Notícias | Economia

Crise faz Disney cortar 400 postos de trabalho

A gigante do entretenimento Walt Disney vai cortar ao menos 400 postos de trabalho devido à crise econômica. Os cortes incluem 200 demissões temporárias e outras 200 postos ainda não preenchidos. No total, a companhia emprega de 6.500 a 7.000 pessoas. 

A informação foi dada por um executivo da Disney que pediu para não ser identificado porque os números oficiais ainda não foram divulgados.

As reduções, no entanto, a serem feitas nos próximos meses, foram as últimas de uma série de medidas que a companhia vem fazendo para driblar a crise.

Os principais problemas são a indisposição das famílias para consumir produtos e serviços de lazer e o declínio do mercado publicitário, que afeta as emissoras de TV da companhia.

Anne Sweeney, a presidente do grupo de televisão da Disney/ABC, informou sobre as demissões temporárias em um comunicado enviado aos funcionários nesta quinta-feira (29).

"Depois de meses tomando decisões difíceis acerca do nosso negócio para nos ajudar a ajustar para uma economia enfraquecida, nós agora enfrentamos uma dura realidade de ter de eliminar empregos em algumas áreas", disse Sweeney. "Eu entendo que esse é um dia extremamente difícil para todos do grupo", completou.

TVs
Os cortes atingem várias posições e empresas do grupo, incluindo a rede ABC de televisão, os estúdios ABC e canais pagos como o Disney Channel, SOAPnet e ABC Family.

O anúncio do corte vem ainda um dia depois de o principal executivo da ESPN --outra propriedade da Disney-- dizer aos empregados que 200 postos serão cortados dentro de um ano, além de congelamento nas contratações e promoções.

Reed Saxon/AP

Sede da Disney na Califórnia; TV e estúdio são fundidos para "simplificar processo criativo"
No anúncio, o chefe da ESPN, George Bodenheimer, disse que a economia está piorando e que "a ESPN e nossos parceiros de negócios, especialmente alguns dos nossos maiores anunciantes, estão sentindo o impacto mais intenso do que qualquer outro em nossas vidas".

Na semana passada, a divisão da Disney na Califórnia anunciou que irá fundir a emissora ABC Entertainment com os estúdios ABC. Conforme um executivo, o objetivo seria "simplificar o processo criativo".

Os estúdios já tinham cortado custos de cerca de 2% de suas produções, incluindo a série "Desperate Housewives" em novembro, depois que a Disney registrou perdas quatro vezes maiores que em 2007.

Na próxima terça-feira (3), a companhia irá divulgar o faturamento das empresas no quatro trimestre do ano passado.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui
Sitevip Internet