Olhar Direto

Sábado, 31 de outubro de 2020

Notícias / Ciência & Saúde

Saúde e Segurança Pública reforçam integração nos serviços de atendimento à população

Da Redação/Com Assessoria

19 Jan 2009 - 14:47

A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES/MT) e a Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) convocaram uma coletiva, realizada na manhã desta segunda-feira (19) com foco no reforço às parcerias e integração dos serviços que o Governo tem no atendimento à população.

Especificamente, na coletiva, foi falado sobre o funcionamento do Serviço de Assistência Móvel de Urgência (Samu 192) que tem no seu atendimento às parcerias do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

O secretário de Estado de Saúde, em exercício, Victor Rodrigues, em conversa com os jornalistas de Mato Grosso, prestou esclarecimentos sobre os últimos fatos que envolveram o serviço de saúde Samu 192 e demais segmentos da Segurança Pública.

O secretário fez questão de esclarecer que desde a implantação do Samu 192 em Mato Grosso, no ano de 2004, sempre houve a cooperação técnica integrada ao sistema de atendimento a população da Segurança Pública.

“A prisão do médico do Samu 192, ocorrida na semana que passou, foi considerado um fato isolado que denotou o equívoco de entendimento por parte de uma única pessoa, e não do sistema que é regido por normas, procedimentos e, acima de tudo, o respeito aos termos de cooperação técnica de ambas as pastas de Governo”, disse acrescentando que o Samu 192 é um serviço de excelência oportunizado à população quando ela está em risco iminente de vida, sendo o Samu um serviço de urgência e não de transporte de pacientes que não corram risco de vida.

O coronel Osmar Lino Farias, comandante do Policiamento da Capital, da Polícia Militar, representando a Secretaria de Justiça e Segurança Pública, afiançou a parceria entre as pastas de Governo, vez que é habito da população, em qualquer ocorrência, comunicar em primeira mão os serviços de atendimento à população da Polícia Militar e, dependendo da ocorrência, a Polícia Militar aciona os demais serviços de integração do sistema.

“Temos o entendimento claro de que quem dimensiona o real problema quando se refere ao socorro de vítimas é o serviço de regulação do Samu 192, pois é o Samu quem define o tipo de viatura a prestar o socorro, se é de suporte básico, suporte avançado ou da necessidade de se chamar o Corpo de Bombeiros. Muitas vezes em uma única ocorrência a população pode observar viaturas tanto da Polícia Militar quanto do Samu, ou até mesmo do Corpo de Bombeiros, devido as suas competências. É o médico que atende a vítima, é a polícia que registra as ocorrências e são os bombeiros que socorrem vítimas presas em ferragens em acidentes, quedas em abismos, dentre tantas outras múltiplas atribuições próprias do Corpo de Bombeiros. Fatos isolados não podem comprometer a imagem de serviços tão importantes no socorro à população, tudo sendo feito em parceria”, disse o coronel Farias.

A seguir foi mostrado para a imprensa como funciona o sistema de atendimento integrado além de explicar sobre a competência de atendimento do Samu 192, que é um serviço de urgência no qual são prestados socorros em vias públicas, locais de trabalho e residências nas seguintes ocorrências, cujas normas são ditadas pelo Ministério da Saúde: problemas cardiorrespiratórios, intoxicações causadas por produtos químicos ou medicamentos, trabalho de parto onde haja risco de morte da mãe ou do feto, tentativas de suicídio, crises de pressão alta ou baixa, acidentes traumáticos com vítimas, incluindo acidentes de trânsito, afogamentos, choques elétricos, acidentes com produtos perigosos, ferimentos por arma de fogo ou arma branca, acidentes em razão de qualquer tombo, surtos psiquiátricos.

DADOS – De Agosto a Dezembro de 2007 o total de atendimentos do Samu 192 foi de 3.804 atendimentos, dentre acidentes automobilísticos, acidentes motoclísticos e atropelamentos. De Janeiro a Dezembro de 2008 esse número aumentou para 11.225 atendimentos de acidentes automobilísticos, acidentes motociclísticos e atropelamentos. Já em Janeiro de 2009 foram atendidas 339 chamadas de acidentes automobilísticos, acidentes motociclisticos e atropelamentos.
Sitevip Internet