Olhar Direto

Sexta-feira, 30 de outubro de 2020

Notícias / Ciência & Saúde

Saúde faz alerta a moradores do São Gonçalo Beira Rio sobre qualidade da água do Rio Cuiabá

Da Assessoria

17 Jan 2009 - 13:28

A Coordenação de Saúde Ambiental da Secretaria de Saúde de Cuiabá realizou esta semana, uma palestra sobre a qualidade da água no Rio Cuiabá. O evento, no centro comunitário do São Gonçalo Beira Rio, foi o ponto de partida para uma mobilização do poder público municipal e estadual e de moradores, pescadores, comerciantes que habitam aquela região. Um trabalho conjunto com o fim de resgatar a qualidade de vida dos ribeirinhos, bem como preservar o leito e a história de Cuiabá.

No último relatório da SEMA (Secretaria de Estado de Meio Ambiente) foi detectado, em sucessivas amostragens, a presença de coliformes fecais (escherichia coli) na quantidade de 2.500 por 250ml de água no rio Cuiabá (especificamente na altura no São Gonçalo Beira Rio), e por essa razão tornando-se imprópria para banho, ingestão e pesca. Essa palestra organizada pela SMS é um alerta geral à comunidade que mora nos arredores, para que evitem o consumo dessa água, sob pena de contrair doenças.

"O nosso objetivo é trabalhar em parceria com outras secretarias a fim de garantir uma mudança de hábito da população. Sinalizar, através de placas, sobre a qualidade da água e garantir uma vida melhor para as pessoas que admiram e vivem de alguma forma do rio Cuiabá", ressalta Vagner Barros, coordenador de Saúde Ambiental da SMS.

Considerando-se o alto índice de esgoto jogado no rio, e que muitas famílias ribeirinhas utilizam essa água do Rio Cuiabá para tomar banho, beber e cozinhar, é notório o aumento dos riscos de infecção por bactéria ou protozoário. O esgoto, quando lançado "in natura" no rio, compromete a saúde da população. A previsão é de que essas obras do PAC contemplem Cuiabá no ano de 2009, com 70% de tratamento de esgoto. Atualmente, a cobertura é de 29% de esgoto tratado na grande Cuiabá.

"Queremos sinalizar com placas para que banhistas saibam o risco de contrair cólera, hepatite A, diarréias e outras doenças infecciosas decorrentes da água contaminada. Nossa proposta final é fazer de cada ribeirinho um aliado nesta luta pela qualidade de vida dessa gente que cresceu aqui, e sobremaneira aproveitar o potencial turístico que tem aqui", revela dona Julia da Silva, presidente do bairro São Gonçalo beira-rio.
Sitevip Internet