Olhar Direto

Sexta-feira, 04 de dezembro de 2020

Notícias / Picante

Solta

Da Redação

18 Jan 2009 - 04:00

Depois de ficar quase dois anos presa, a ex-escrevente Beatriz Árias, acusada pela morte do juiz Leopoldino Marques do Amaral, foi colodada em liberdade esta semana em Cuiabá. Ela estava desde 2007 na penitenciária feminina Ana Maria do Couto e foi absolvida da acusação de envolvimento com o tráfico de drogas. Beatriz ainda responde aos processos de formação de quadrilha e corrupção ativa. No entanto, ela ficou conhecida pela morte do juiz, ocorrida há nove anos. A morte foi devido às denúncias feitas por ele contra juízes e desembargadores de Mato Grosso; Ele denunciou à CPI do Judiciário a distribuição de verbas para desembargadores, a contratação ilegal de parentes e a existência de um esquema de vendas de sentenças noTribunal de Justiça.

Mais Picantes

Sitevip Internet