Olhar Direto

Sábado, 14 de dezembro de 2019

Notícias / Economia

Bolívia pede que Brasil indique total comprado de gás

AFP

22 Mar 2009 - 16:57

O presidente da YPFB, companhia estatal boliviana de petróleo, Carlos Villegas, informou neste domingo que viajará ao Brasil para pedir "transparência" quanto ao volume de gás que o País comprará da Bolívia depois de reduzir em um terço as encomendas do hidrocarboneto. Villegas disse à rádio estatal Pátria Nueva que depois visitará a Argentina, outro importante mercado para o gás natural produzido pela Bolívia.

"Nas próximas semanas irei a esses dois países para saber exatamente quanto vai comprar o Brasil, que nos informe com total transparência quanto será comprado de gás a partir de maio para que possamos ter certeza", disse Villegas. No início do ano, o governo brasileiro reduziu de 31 milhões para 19 milhões de metros cúbicos a quantidade de gás comprada diariamente da Bolívia por dispor atualmente de maior quantidade do recurso. O contrato determina que o Brasil compre da Bolívia no máximo 31 milhões de metros cúbicos diários de gás natural. O recurso energético abastece fundamentalmente a indústria de São Paulo.


"O Brasil está demandando uma quantidade menor de gás. Está comprando 20 milhões de metros cúbicos. Isto representa uma redução de um terço. Em contrapartida, aumentamos em 6 milhões de metros cúbicos por dia as vendas para a Argentina", declarou Villegas
Sitevip Internet