Olhar Direto

Segunda-feira, 08 de março de 2021

Notícias / Brasil

Sete suplentes substituem deputados estaduais de SP eleitos para Executivo

Folha Online

05 Jan 2009 - 15:31

Sete suplentes irão substituir os deputados estaduais da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) eleitos em outubro para o Executivo.

Deixaram a Casa Valdomiro Lopes (PSB), de São José do Rio Preto; Sebastião Almeida (PT), de Guarulhos; Antonio Carlos (PSDB), de Caraguatatuba; Cido Sério (PT), de Araçatuba; Dárcy Vera (DEM), de Ribeirão Preto; Marco Bertaiolli (DEM), de Mogi das Cruzes; e Mário Reali (PT), de Diadema.

Na coligação PSDB/DEM, Gilson de Souza (DEM) e Eli Corrêa Filho (DEM), que já estavam em exercício como suplentes, serão efetivados no cargo. Também terá uma cadeira na Assembleia Hélio Nishimoto (PSDB), que renunciará ao seu terceiro mandato na Câmara Municipal de São José dos Campos.

Como não é necessária a renúncia para o exercício de cargos de secretário estadual ou municipal, Sidney Beraldo (PSDB), atual secretário estadual de Gestão Pública, Rodrigo Garcia (DEM), secretário municipal de Desburocratização de São Paulo, e Ricardo Montoro (PSDB), secretário especial de Participação e Parceria da capital, continuam titulares.

No caso dos deputados petistas a serem substituídos, assumirão no lugar Fausto Figueira (PT), Beth Sahão (PT) e Carlos Neder (PT). Na frente de Neder como suplente, Pedro Bigardi (PC do B) foi ignorado pela Assembleia. Segundo ato da Mesa Diretora da Alesp, Bigardi não foi convocado por infidelidade partidária. Ele trocou o PT pelo PC do B sem apresentar justa causa, o que contraria resolução do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Para assumir a vaga deixada por Valdomiro Lopes, do PSB, será convocado Marco Porta, pastor da Igreja Universal. Ele havia sido eleito para seu terceiro mandato como vereador em Taboão da Serra no dia 5 de outubro.
Sitevip Internet